Ouça o gol da vitória do Santa Cruz sobre o Náutico no Arruda

Gol de Pipico garantiu a vitória do Santa no Clássico das Emoções pela Série C

BRASILEIRãO
Ouça o gol da vitória do Santa Cruz sobre o Náutico no Arruda

Time do Santa comemora gol da vitória - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

JC Online

Em um Clássico das Emoções bastante corrido, o Santa Cruz venceu o Náutico por 1 a 0. Com gol do artilheiro Pipico, os tricolores mantém a invencibilidade sob o comando de Milton Mendes. São quatro vitórias e um empate em cinco jogos disputados. O Náutico perde o seu primeiro confronto desde que Dal Pozzo assumiu. No contexto geral, os donos da casa foram melhores na partida, ao buscar o gol durante toda a partida. Sentiu dificuldades diante da forte marcação, mas soube aproveitar bem a falha da defesa alvirrubra. O Timbu jogou abaixo do esperado, com atuação fraca do seu ataque, onde Thiago ficou apagado na marcação e Wallace Pernambucano não conseguiu concluir as chances que teve.

Com a vitória, o Santa Cruz sobe para a segunda colocação do Grupo A da Série C, com 16 pontos. O Náutico estaciona com 11 pontos, no quinto lugar, mas com um jogo a menos. Agora o Tricolor encara o Treze-PB em Campina Grande, na próxima quinta-feira, às 19h. O Timbu encara o ABC no sábado, nos Aflitos, às 17h.

Ouça o gol da vitória do Santa Cruz na voz de Aroldo Costa

O jogo

Jogando dentro de seus domínios, o Santa Cruz se impôs desde o começo da partida. Com a entrada do Daniel Costa no meio-campo, o Tricolor teve uma dinâmica diferente, trocando mais passes curtos e sabendo dosar quando deveria verticalizar mais o jogo. Logo aos quatro minutos, Marcos Martins tentou o cruzamento e a bola foi direto para a barra. Jefferson, atento, conseguiu espalmar e evitar o gol. Aos sete, Charles bateu rasteiro de fora da área. A bola desviou na marcação e passou perto da trave direita do Timbu.

Aos 20 minutos, Daniel Costa fez boa trama pelo meio e bateu cruzado, assustando o goleiro alvirrubro. Mesmo com dificuldade para sair jogando, o Santa Cruz conseguia ter espaço pelo recuo das linhas de marcação do Náutico, que estavam baixas, esperando por um contra-ataque. Quando o Timbu passou a marcar mais em cima, o jogo ficou truncado, com leve vantagem para os visitantes.

Aos 35, lance polêmico. Wallace Pernambucano foi derrubado dentro da área, após João Victor atingi-lo com a sola do pé. Para o árbitro, o contato não foi suficiente para derrubar o centroavante e mandou o jogo seguir. A melhor chance do Náutico ocorreu aos 43, quando Luiz Henrique recebeu dentro da área e bateu colocado. Anderson saltou bem e jogou para escanteio.

Segundo tempo

Com o jogo mais franco por ambas as equipes, a partida melhorou. Aos três minutos, Charles bateu falta com muita força. A bola passou pela barreira e Jefferson fez bela defesa. No rebote, Daniel Costa bateu mal e o goleiro pegou com facilidade. A resposta do Náutico aconteceu aos 15 minutos, com Wallace Pernambucano. Em falha da defesa coral, o camisa nove recuperou a bola e bateu para fora. Se de um lado a fase não está tão boa, do outro, é iluminada.

Três minutos depois, Fernando Lombardi recuou mal para Jefferson. O goleiro ficou na indecisão de ir na bola e não foi nela. Pipico chegou antes da marcação e, na cara do gol, abriu o placar. Sétimo dele na competição, artilheiro ao lado de Edson Cariús, do Ferroviário-CE. O técnico Dal Pozzo tentou tornar o time mais ofensivo, com a entrada de Fábio Matos na vaga do apagado Danilo Pires. Mais velocidade para atacar, mas a recomposição se tornou falha. Isso deu mais brechas para o ataque veloz do Santa Cruz, que não conseguiu concluir melhor outras chances.

Indo para o tudo ou nada, Rafael Oliveira entrou na vaga de Josa. Porém, o resultado não ocorreu como esperado. Com o Náutico tendo dificuldades no meio de campo, o Santa Cruz conseguiu manter a posse de bola no campo adversário e gastou tempo, sem sofrer grandes sustos até o fim da partida.

Ficha do jogo

Santa Cruz: Anderson; Marcos Martins, João Victor, William Alves, Cesinha; Charles, Allan Dias (Warley) e Daniel Costa; Everton (Ítalo Henrique), Dudu (Patrick Vieira) e Pipico. Técnico: Milton Mendes

Náutico: Jefferson; Hereda, Fernando Lombardi, Camutanga e Wilian Simões; Josa (Rafael Oliveira), Luiz Henrique e Danilo Pires (Fábio Matos); Thiago, Neto Pessoa (Matheus Carvalho) e Wallace Pernambucano. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Gol: Pipico (18’ do 2ºT) (S). Cartões Amarelos: Pipico, Everton e Ítalo Henrique (S); Fernando Lombardi, Camutanga, Fábio Matos e Matheus Carvalho (N). Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO). Assistentes: Christian Passos Sorence e Edson Antônio de Souza (ambos GO) Local: Arruda. Público: 9.903 pessoas. Renda: R$ 115.007,00