Números

Wallace Pernambucano: cinco gols pelo Náutico em quatro meses


Atacante alvirrubro mostra incômodo com período sem gols e conta com o apoio do elenco e comissão técnica

Publicado em 24/07/2019 às 7:30
Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O atacante Wallace Pernambucano é um dos principais nomes do Náutico na temporada. Artilheiro do time no ano com 12 gols, tendo atuado em 34 jogos, sua importância dentro e fora de campo é enorme para a equipe. Voluntarioso e peça destacada no esquema tático, o camisa nove tem passado, individualmente, por um período conturbado no Alvirrubro. Pela terceira vez no ano, ele encara uma seca de seis partidas sem marcar.

Em levantamento realizado pelo repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, nos últimos quatro meses, entre 23 de março a 23 de julho, Wallace Pernambucano fez apenas cinco gols em 22 partidas. Apesar de ter os melhores números da carreira para uma única temporada, o jejum tem causado incômodo para o atleta de 32 anos.

“(O jejum) incomoda sim, porque sou um atacante e atacante vive de gols. Mas é feito professor fala, a gente tem que jogar pelo coletivo. Quem fizer o gol ali vai estar ajudando o Náutico com a classificação. E se for eu ou outro jogador, o importante é o Náutico vencer”, comentou Wallace. Questionado sobre a possibilidade de atuar como meia, ele descartou a mudança de posição. “Eu sou atacante vou jogar no ataque. Se o professor optar por mim ou por outro jogador para entrar no jogo, a gente vai acatar da melhor maneira possível”, acrescentou.

Concorrência

Ainda assim com a seca de gols, Wallace Pernambucano é o vice-artilheiro do Náutico na Série C, com três tentos marcados. Apesar do Timbu ter o segundo pior ataque do Grupo A da competição, ao balançar as redes 15 vezes - supera apenas o ABC, que anotou 14 -, os resultados têm vindo nas últimas rodadas. E a concorrência pelo posto de referência no ataque tem acirrado também pelo crescimento de Rafael Oliveira. Bastante acionado por Dal Pozzo desde que o técnico chegou - foram oito vezes, sempre no segundo tempo -, ele marcou o gol da vitória sobre o Treze-PB e ganhou moral.

Mesmo com essa disputa entre os dois, Rafael Oliveira destacou que ela acontece de maneira saudável e que eles possuem um bom relacionamento. “Ele é uma ótima pessoa. O nosso elenco é muito bom. Em todas os times que passei, nunca tive problema com nenhum atleta da minha posição. Me dou bem com todos e com ele não foi diferente. Quando acabou o jogo (contra o Treze-PB), ele me abraçou, falou que eu merecia e eu agradeci. Ele é uma excelente pessoa, trabalhador. E da mesma forma que eu busco meu espaço, ele também vai buscar o dele. Assim como eu o respeito, eu tenho certeza que ele também vai me respeitar”, comentou o centroavante.

Conselhos

Para ajudar o centroavante a manter o psicológico estável mesmo com essa seca de gols, para que não atrapalhe o seu rendimento, Wallace conta com os conselhos de Kuki. Ídolo do Timbu e atual assistente técnico da equipe, o 'baixinho' tenta auxiliar o atacante da maneira que pode, passando calma e ressaltando a importância que ele tem tido para o conjunto, já que participa bastante das jogadas ofensivas do Náutico. E que, na hora certa, o gol voltará a sair.

“Converso bastante com ele. É um cara que tem um coração grande trabalhador. Citei para ele os jejuns que passei aqui dentro do Náutico. Você quer fazer as coisas e acaba atropelando e não dá certo. Mas ele participa muito dos gols do Náutico, tem dado assistências e hoje ele está sendo coletivo. É se preparar, trabalhar porque a hora de fazer o gol vai chegar. Todo jogador passa por jejum, e o importante é que ele está produzindo”, encerrou Kuki.

Gols do Náutico na Série C

Thiago - 4 gols

Wallace Pernambucano - 3 gols

Matheus Carvalho - 2 gols

Rafael Oliveira - 1 gol

Assis - 1 gol

Fernando Lombardi - 1 gol

Luiz Henrique - 1 gol

Jimenez - 1 gol

André Krobel - 1 gol


Mais Lidas