Após vaias da torcida, Guto Ferreira defende Juninho

O jogador foi substituído ainda no primeiro tempo na partida contra o Atlético-GO

SPORT
Após vaias da torcida, Guto Ferreira defende Juninho

Juninho pode ser usado como centro avante na próxima partida. - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Pedro Alves

O primeiro tempo da partida entre Sport 1x1 Atlético-GO não foi muito bom para os atletas rubro-negro. A torcida demonstrou sua insatisfação com o futebol apresentado ainda na primeira etapa, por volta dos 38 minutos já eram notadas algumas críticas vindas das arquibancadas da Ilha do Retiro. E um dos jogadores questionado pela torcida foi Juninho.

Fazendo uma atuação abaixo junto com toda a equipe, Juninho foi substituído ainda aos 40 minutos do primeiro tempo por Guto Ferreira. Ao sair de campo, o camisa 37 do leão foi muito vaiado pela torcida e se encaminhou direto para os vestiários.

"Um das mexidas foi para trazer o ambiente ao nosso favor. Na medida que Juninho começou a errar, a Ilha começou a cair em cima dele. Foi na a hora que ele começou a sentir dificuldade, junto com essa dificuldade, o time também sentiu. Porque a vaia não é só para Juninho, mas para a equipe toda. Tanto que quando ele saiu, eu fui até Juninho e todos os jogadores do banco foram abraçar e dar moral para ele", explicou Guto.

As críticas ao jogador se intensificaram após perder um gol aos 40 minutos.
As críticas ao jogador se intensificaram após perder um gol aos 40 minutos.
Alexandre Gondim/JC Imagem

No retorno do intervalo, Juninho voltou junto com toda a equipe para o banco de reservas e, com um aparência de abatimento, acompanhou o segundo tempo ao lado dos seus companheiros. Na entrevista pós-jogo, Guto explicou o cenário durante o intervalo da partida.

"No vestiário ele estava com uma toalha na cabeça. Estava chorando porque ele é um jogador muito duro com ele mesmo. Eu fui conversar com ele para dar moral e ele falou 'Professor, pode ficar tranquilo, eu não consegui entrar em campo. Se eu fosse você também teria me tirado', ou seja, ele está muito consciente da partida fez e muito chateado com si mesmo. Agora, mais do que nunca, é dar moral para ele", explicou.

Juninho não participava de gols do Sport na Série B até a partida contra o Botafogo-SP na 16ª rodada quando deu uma assistência para o gol de Hernane e na partida seguinte também deu o passe para o gol de Elton, além de ter feito o lançamento que ocasionou no gol de Hyuri. Guto exaltou as recentes atuações de Juninho e que acredita no seu crescimento como jogador.

"A gente pegou as estatísticas e ele jogou poucos jogos, está entre os jogadores com mais assistências e o terceiro ou quarto que mais finalizou, isso mostra o potencial dele. As pessoas tem que entender que, por trás do jogador, tem um ser humano com seus pontos fortes, suas personalidades, suas fraquezas e é justamente conduzindo o ser humano da melhor maneira possível que vamos conseguir fazer dele um grande jogador, competitivo e que vai orgulhar o nosso torcedor", completou Guto.

Segundo turno

A próxima partida do Sport é neste sábado (31) contra o Oeste, na Arena Barueri, às 11h e marca o início do segundo turno da Série B. Juninho deverá ser utilizado como centro-avante, já que Elton está suspenso e Hernane Brocador saiu do jogo se queixando de dores no joelho.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.