'Se der brecha, vamos brigar pelo título', diz técnico do Sport

Guto Ferreira diz que sonha com título da Série B, mas que não depende só do Leão

SPORT
'Se der brecha, vamos brigar pelo título', diz técnico do Sport

Guto Ferreira, técnico do Sport - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Rádio Jornal

 

Guto Ferreira, técnico do Sport
Guto Ferreira, técnico do Sport
Bobby Fabisak/JC Imagem

Por Filipe Farias da editoria de esportes do JC - Ansioso confesso, desta vez, o técnico Guto Ferreira garantiu, ao final do jogo contra o Paraná, que estava tranquilo e convicto que o Sport iria virar a partida e conseguir os três pontos. A confiança na vitória, segundo o comandante rubro-negro, se dava por conta da atuação dos jogadores leoninos ao longo dessa Segundona.

“Sim, eu acreditava que a gente ia virar, por conta do nosso histórico. Só perdemos três partidas nessa Série B. Já fomos buscar o empate em alguns jogos e em outros buscamos a vitória, como hoje. As quatro derrotas do Sport sob o meu comando, uma foi contra o Náutico (no Pernambucano), que teve a situação da expulsão e quebrou toda a nossa estrutura tática; e outra foi contra o Operário, naquele jogo que mais parecia polo aquático. O nosso grupo sabe o que quer. Cada vez menos sou obrigado a cobrar, porque eles mesmos já vêm se cobrando”, comentou Guto Ferreira.

Com base no atual ponto de corte para o acesso - 62 pontos -, o Sport precisaria de mais duas vitórias para garantir vaga na Primeira Divisão do próximo ano. “A gente trabalha para sempre dar o melhor e acreditamos no acesso. E, se der brecha, vamos brigar pelo título. Sonho nós temos, mas não depende só de nós”, declarou. 

ESTRATÉGIA

Sobre a estratégia utilizada para conseguir a vitória em cima do Paraná, Guto explicou não que não pretendia colocar dois centroavantes. A ideia era recuar Leandrinho para atuar como segundo volante e colocar Pedro Carmona na armação. Como Leandrinho cansou e pediu para sair, essa troca acabou sendo seis por meia dúzia. Porém, a substituição que mudou a história do jogo, foi audaciosa.

“A partir da entrada do Elton (no lugar de Norberto), eles (zagueiros do Paraná) se perderam. Colocamos os dois lá dentro, como referência, porque um deles ia colocar para dentro. Hernane se soltou e conseguiu mandar a bola na gaveta, um golaço. E no segundo chute, o goleiro deu rebote e Guilherme fez o gol. Alguns vão dizer que Elton não tocou na bola, mas ele incomodou os adversários, puxou a marcação e liberou outros jogadores para fazer a diferença”, esclareceu.

Questionado se essa foi a melhor atuação do Sport na Segundona, Guto desconversou por um lado, mas reconheceu o simbolismo dessa vitória de virada. “Difícil dizer se foi o melhor jogo. Fico feliz, foi um jogo emblemático e, lá na frente, quando conseguirmos 100% a classificação, esse jogo vai ficar marcado na nossa campanha”, assegurou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.