Itamar Schulle cobra mais contratações no elenco do Santa Cruz

Técnico do Santa Cruz considerou os amistosos válidos para testar a equipe

COLETIVA
Itamar Schulle cobra mais contratações no elenco do Santa Cruz

Itamar Schulle - Foto: Filipe Jordão/JC Imagem

Rádio Jornal | Filipe Farias

 

Uma coletiva bastante sincera. O técnico Itamar Schulle não utilizou meias palavras com a imprensa na hora de avaliar o amistoso diante do Campinense. Apesar de ter gostado da atuação do Santa Cruz no empate em 0x0, em Campina Grande, o comandante tricolor não escondeu de ninguém que precisa de peças para reforçar o elenco coral nesse início de temporada.

"Qualquer jogo treino ou amistoso é super válido para fazer uma avaliação. Nesses momentos e nos treinos, no dia a dia, é que temos o parâmetro para ver o que cada atleta pode corresponder e onde pode ter melhor rendimento. Conversamos com eles (jogadores), mas temos algumas dificuldades e estamos sendo obrigados a improvisar. Em algumas posições não temos jogador algum. Em outras temos apenas uma opção e tivemos de improvisar. E, iniciar uma competição dessa forma, é complicado. A diretoria está brigando e tentando trazer atletas para nos dar as opções necessárias para termos um nível do Santa Cruz e das competições que vamos disputar", cobrou Itamar Schulle.

Leia Também

https://radiojornal.ne10.uol.com.br//esportes/2020/01/13/em-amistoso-marcado-pelo-excesso-de-faltas-santa-cruz-empata-com-o-campinensepb-182419

https://radiojornal.ne10.uol.com.br//esportes/2020/01/09/retornando-ao-recife-lateral-do-santa-cruz-revela-sonho-de-atuar-em-casa-182227

https://radiojornal.ne10.uol.com.br//esportes/2020/01/08/santa-cruz-pretende-instalar-30-mil-cadeiras-no-anel-inferior-do-arruda-182168

Ouça a coletiva na íntegra:

EXIGÊNCIA

A cobrança do treinador não parou por aí. Em outro momento da coletiva, Itamar ressaltou que muitos atletas do atual elenco coral não têm as características que ele precisa para ter êxito na temporada. "Precisamos de jogadores mais experientes. Colocar os meninos, que ainda não estão prontos, para disputar competições do nível que vamos enfrentar, é complicado. Não temos atacantes de beirada, que segura a bola, que passa e se aproxima do Pipico. O que temos são laterais que podem atuar na linha da frente (Toty e Augusto Potiguar). Dei oportunidade a eles, mas não podemos ficar dessa forma. Contra a Agap, Maico (Félix) fez quatro gols. Hoje contra o Campinense já mudou (o nível). No Pernambucano também será diferente. Na Série C a mesma coisa. O grau de exigência é alto", ressaltou.

O Santa Cruz volta a campo no próximo sábado (18), quando encara o Petrolina, às 19h, no estádio do Arruda, na estreia do Campeonato Pernambucano.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.