NÁUTICO

Náutico: Dal Pozzo classifica partida contra o Botafogo como "mais importante do ano"


O Náutico enfrenta a equipe carioca nesta quarta-feira (19), pela Copa do Brasil

Publicado em 17/02/2020 às 17:00
 Leo Motta/JC Imagem
FOTO: Leo Motta/JC Imagem
Leitura:

Passada a euforia pela vitória por 2×0 sobre o Sport no último sábado, pela Copa do Nordeste, o Náutico começa a semana com as atenções totalmente voltadas à Copa do Brasil. O duelo de quarta-feira, às 21h30, nos Aflitos, contra o Botafogo, foi classificado pelo técnico Gilmar Dal Pozzo como “o jogo mais importante do ano” para os alvirrubros. Se avançar à terceira fase da competição, o Timbu pode embolsar R$ 1,5 milhão. E, para alcançar essa meta, conta com o apoio do torcedor.

“O que eu estou imaginando, na quarta-feira, é os Aflitos lotado e a torcida nos ajudando, impulsionando. Essa conexão com o torcedor, depois do mês da cobrança, porque nós baixamos a cabeça e eu sou muito responsável nesse processo, juntamente com a diretoria. Assumimos a nossa parcela de culpa, baixamos a cabeça e trabalhamos muito, mas muito mesmo e agora veio o resultado”, declarou o técnico Gilmar Dal Pozzo sobre a retomada das vitórias.

Limitação na capacidade dos Aflitos

Para o duelo, porém, o estádio dos Aflitos ainda deve operar com a capacidade reduzida de 11.780, imposta pelo Corpo de Bombeiros. É provável que o Eládio de Barros Carvalho só seja liberado para comportar um público de 22.856 após atender as exigência da corporação militar.

“Com o torcedor ali já teve uma pressão (no clássico contra o Sport). Quarta-feira uma competição diferente, esperamos que o torcedor compareça, com casa cheia, mais uma fase da Copa do Brasil, um adversário que tem uma competitividade muito grande, então a gente, desde já, já faz este convite ao torcedor que ele compareça, nos empurre para que a gente possa trazer uma grande vitória na quarta-feira e esperamos aí que a diretoria consiga a liberação da capacidade para que a gente tenha força total”, afirmou o zagueiro Ronaldo Alves.


Mais Lidas