Pedro Manta fala sobre emoção durante as penalidades que classificou o Afogados

O treinador revelou que saiu da fileira com a equipe e sentou no banco de reservas

COPA DO BRASIL
Pedro Manta fala sobre emoção durante as penalidades que classificou o Afogados

Pedro Manta é o treinador do Afogados - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Pedro Alves | Twitter: @PedroAlvesn99

Foi histórico. O roteiro foi emocionante. No maior jogo da história do Afogados, a equipe superou o Atlético Mineiro nas penalidades e se classificou e para a terceira fase da Copa do Brasil. Durante os 90 minutos, a Coruja Sertaneja não ficou atrás da equipe mineira em nenhum momento. Foram os donos da casa que abriram o placar e foram também os que desempataram. No entanto, nas penalidades foi um pouco mais emocionante.

Diego Ceará e Douglas Bomba, jogadores do Afogados, desperdiçaram as duas primeiras penalidades e o Atlético Mineiro chegou a abrir 2x0 de vantagem. Em entrevista para a Rádio Jornal, o técnico da equipe pernambucana, Pedro Manta, detalha a emoção durante as penalidades.

"Quando a gente perdeu os dois primeiros pênaltis, em que eu coloquei os dois melhore batedores, sentei no banco de reservas e não fiquei mais enfileirado com o grupo. Sentei porque ataca os nervos e eu pedi a Deus para que o melhor acontecesse. Foi superação no jogo e nos pênaltis", disse o treinador.

Próxima fase

Com a passagem para a terceira fase da Copa do Brasil, o Afogados faturou R$ 1,5 milhão e espera a decisão de Ponte Preta x Vila Nova que se enfrentam na noite desta quinta-feira (27).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.