Para se manter em forma, zagueiro do Santa Cruz tem ido treinar no Arruda

William Alves alega falta de espaço em sua casa para trabalhar fisicamente

SANTA CRUZ
Para se manter em forma, zagueiro do Santa Cruz tem ido treinar no Arruda

William Alves é um dos titulares do Santa Cruz, - Foto: Divulgação/Santa Cruz

Luana Ponsoni | Pedro Alves

Com as atividades paralisadas no Santa Cruz desde o último dia 17, os jogadores têm seguido uma cartilha disponibilizada pela comissão técnica para manter o condicionamento físico. Mas os desafios aumentam na medida em que os dias em casa vão se acumulando. O zagueiro William Alves, por exemplo, revelou ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, que tem visitado o estádio do Arruda para realizar algumas movimentações. O motivo principal é a falta de espaço em casa.

“Além de ser ruim o confinamento, é que, em casa, você não tem muito espaço para poder treinar. Academia, esses lugares públicos, estão fechados a gente tem tentado adaptar algumas coisas. Alguns espaços no prédio, que a gente acha para poder estar trabalhando, a gente tem feito. Eu realmente, sim, acabei indo no Arruda, por ainda terem alguns seguranças trabalhando ali ainda. A gente tem acesso ali dentro e, como o espaço ali é aberto e só estou indo eu lá, eu tenho tentado ir algumas vezes fazer corridas ao ar livre, porque, como eu falei, os espaços em casa e no próprio prédio são limitados. A própria academia do prédio não pode ser usada”, lamentou.

William se mostrou preocupado em buscar todos os meios para não deixar o condicionamento físico ser muito comprometido no período de paralisação. Justamente porque entende que, quando o calendário de jogos for retomado, a perspectiva é que o tempo fique ainda mais escasso para a preparação.

“É uma situação nova para todos. Acho que todos os jogadores estão tendo dificuldades, e estão tendo que ter muita criatividade para fazer seus trabalhos. Mas, para nós, é importante manter o mínimo porque a gente sabe que o calendário vai ser muito apertado. A gente não sabe quando vai voltar e o tempo que vai ter para se preparar para voltar. Então, é importante a gente voltar bem para não ter que regredir tanto,né? Sabemos também que, quando voltar, o resultado no futebol é muito cobrado. Então, a gente tenta perder o mínimo possível, para, quando voltar, estar bem”, avaliou.

Entrevista completa em breve

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.