CRISE

TV reduz 75% do pagamento, elenco recusa redução salarial e situação preocupa presidente do Sport

Em tom de desabafo, Milton Bivar revela para Ralph de Carvalho situações preocupantes no clube

Publicado em 04/05/2020 às 12:02
SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
FOTO: SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
Leitura:

O distanciamento social devido à pandemia do novo coronavírus vem prejudicando muito à atual crise financeira do Sport. E a situação tende a piorar segundo Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal. O comentarista do Escrete de Ouro conversou em off com Milton Bivar, presidente do Sport, que em tom de desabafo revelou momentos complicados na Ilha do Retiro.

De acordo com Ralph, Milton Bivar teria dito que o Sport está sem dinheiro, a renda de sócios caiu quase para zero, a TV reduziu em 75% a verba dos direitos de transmissão por não haver jogos do Campeonato Brasileiro, descontando adiantamentos feitos por gestões passadas. Em condições normais, o Sport receberia R$ 36 milhões, mas no atual cenário, o clube deve receber apenas R$ 7,6 milhões, o que resultaria em um pagamento de R$ 500 mil mensal. Situação essa que não possibilita o Rubro-negro em custear seus gastos.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

Todos esses problemas enfrentados pelo clube deve ser somado aos meses passados e totalizar em dois meses de salários atrasados no dia 10 de maio, segundo Ralph de Carvalho. O mandatário rubro-negro teria entrado em contato com os jogadores para uma redução de salários. No entanto o elenco enviou uma carta recusando a proposta alegando atraso em pagamentos anteriores, como bichos e premiação de acesso à Série A 2020.

Segundo Ralph de Carvalho, o Sport pagou apenas funcionários que recebem até R$ 2.300, os que ganham um valor superior ainda estão sem receber. Ao todo, seria uma folha de R$ 190 mil, dinheiro esse que o Sport não teria condições de pagar atualmente.

Além dos gastos com folhas, o presidente revelou valores dos custos com energia, que gira em torno de R$ 120 mil, e que vai ter corte na área social do clube, como o desativamento da piscina e quadras de basquete, por exemplo.

Com o atual cenário bastante crítico, o presidente falou para o comentarista que teria que reduzir a folha do elenco (que hoje gira em torno de R$ 1,5 milhão) para R$ 300 mil caso a crise permaneça sem alteração, lamentando inclusive por contar com algumas peças importantes “mas do jeito que tá, não dá para segurar”, teria dito o presidente do Sport para o Ralph de Carvalho.

Caso André

O que agrava ainda mais as finanças do clube, é que o Sport corre contra o tempo para resolver o “Caso André” junto ao Sporting-POR e a Fifa. A equipe rubro-negra tem que pagar R$ 5,5 milhões até o dia 18 de maio para não ser punido pela entidade máxima. A punição inicial seria não registrar atletas nos próximos 1 ano e meio. O não pagamento da dívida pode resultar em sanções ainda mais fortes

A reportagem tentou contato com o presidente do Sport, mas o presidente disse que não podia falar no momento.

Mais Lidas