Sport aguarda empréstimo bancário para quitar salários no clube

Sport pagou parte do salário de março e deve o mês de abril

SPORT
Sport aguarda empréstimo bancário para quitar salários no clube

Sport já quitou o mês de fevereiro. - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Pedro Alves | Twitter: @PedroAlvesn99

Em crise financeira o Sport aguarda o empréstimo bancário para ser pago na volta do futebol. Nesse período paralisação houve uma drástica redução nas receitas do clube oriundas de patrocinadores, sócios e cotas televisivas. Apesar da redução de receita, o Sport conseguiu uma verba de R$ 25 mil conquistada no jogo de futebol virtual que foi destinada aos funcionários. 

A “partida dos sonhos” entre Sport 87 x Sport 08 foi ideia do Marketing e conquistou  R$ 36 mil ao todo, sendo 70% destinada ao pagamento de funcionários e 30% doado para uma ONG que trabalha no combate ao coronavírus. O Sport conseguiu quitar o mês de fevereiro que estavam atrasados a funcionários que permanecem no clube ou que foram demitidos e que aguardam suas receitas. Clube também conseguiu pagar parte dos valores de março. No entanto, o mês de abril venceu nesta segunda-feira (11), totalizando assim pelo menos um mês de atraso. 

OUÇA A REPORTAGEM DE IGOR MOURA:

A expectativa do presidente Milton Bivar é de que o empréstimo seja garantido para que o Sport consiga deixar os salários em dias, antes de propor qualquer redução salarial dos atletas, funcionários e comissão técnica. Quem não se encaixa nessa situação é o volante Jean Patrick, que acionou a justiça pedindo uma rescisão unilateral por conta do salários atrasados. O atleta alegava três meses com o salário e o Sport não vai impor resistência em uma saída do jogador vai tentar um acordo, mas o clube conseguiu quitar o mês de fevereiro.

Sem data pra retorno

Leão que ainda não tem nenhuma data estipulada para o retorno dos treinamentos, até porque a situação da pandemia ainda é complicada.em Pernambuco. O goleiro Luan Polli estudando vem treinando a parte física e opina sobre se a Série A será mais equilibrada com as equipes recomeçando praticamente do 0 até o ponto de vista financeiro das equipes de menor porte.

“Com certeza. Óbvio que se sobressai essas equipes de maiores investimentos e mais estruturado, mas o restante vai ser mais equiparado. Como a gente diz ‘futebol se joga dentro de campo’ e lá tudo pode acontecer, eu acho que não vai ter um favorito ou os que serão rebaixados. Acho que vai ser um campeonato bem equilibrado e quem conseguir fazer um trabalho dentro de campo, com certeza vai se sobressair. Quem iniciar o trabalho físico antes também pode ter uma vantagem”, completou o goleiro do Leão.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.