SPORT

Diretor do Sport explica notificação ao Flamengo por valor de R$5,6 milhões por Renê

Clube rubro-negro quer que o clube carioca esclareça quantia publicada no balanço financeiro; Novos uniformes serão lançados dia 30

Publicado em 15/05/2020 às 15:08
Acervo JC Imagem
FOTO: Acervo JC Imagem
Leitura:

O Flamengo divulgou recentemente o balanço financeiro de 2019. Nele publicou que pagou R$ 5,6 milhões ao Sport e a empresa MP Eventos, no começo deste ano, pela compra de parte dos direitos do lateral-esquerdo Renê, mas a atual direção do clube estranhou, porque nenhuma quantia foi recebida. O jogador foi vendido em 2017.

O leão vendeu 50% dos direitos econômicos pelo valor de R$ 3,9 milhões, valor que foi confirmado no balanço financeiro do clube carioca naquela época. Para evitar dúvidas, o Sport notificou o Flamengo de forma extrajudicial para saber detalhes dessa negociação que foi publicado no último balanço financeiro do ano passado.

OUÇA A REPORTAGEM DE DAVI SABOYA:

O vice-presidente jurídico do Sport, Manoel Veloso, explica qual a intenção do Sport com a notificação ao Flamengo em relação a compra do lateral-esquerda Renê. “Sobre essa questão Renê-Flamengo, o atleta foi vendido em 2017. A gente pensava que o valor havia sido integralmente pago. Mas para a nossa surpresa, no balanço fiscal do ano passado houve um lançamento no valor de R$ 5.6 milhões quitada ao Sport e a uma empresa chamada MP Eventos. A gente não sabe se foi um erro de digitação, se foi um erro contábil ou se, supostamente, esse valor é a soma de um valor já quitado no passado. Em toda a sorte, o valor não bate e não tá de acordo com os contratos que a gente possui. Em função disso, estamos de passagem na gestão do clube. Temos o dever de defender os direitos do clube e notificamos o Flamengo para esclarecer esse valor e por que foi feito dessa forma para que não pairem dúvidas que efetivamente a gente não recebeu esse valor ano passado, se houve algum erro que pode ter acontecido e só vamos saber quando eles nos responder” afirmou.

“Nós temos um bom relacionamento com o advogado da empresa MP Eventos e ele me explicou que a empresa tem alguns valores a receber do Flamengo. Apesar de entender e compreender a explicação dele, quem fez o lançamento de um valor pago e não recebido pelo Sport foi o Flamengo. Em função disso, temos que esperar a resposta do Flamengo. Pode ter sido um mal entendido e assim que esclarecer nós vamos passar para vocês, torcedores, sócios e conselheiros do clube”, completou.

Novos uniformes

Os novos uniformes serão lançados no dia 30 de maio e serão divulgados os padrões 1 e 2. O principal que é tradicionalmente vermelho e preto e o reserva que a cor predominante é o branco. A diretoria teve que mudar a estratégia inicial de comercialização para poder se adequar à realidade atual da sociedade em quarentena devido à pandemia do novo coronavírus.

A pré-venda oficial já está acontecendo por meio do site oficial da Cazá do Sport, que é a loja oficial do clube, nos valores a partir de R$ 200 a depender do modelo. O torcedor que garantir o uniforme de forma antecipada vai ter 10% de desconto e ainda pode dividir em 4x no cartão.

Mais Lidas