Adversário do Náutico na Série B, Cruzeiro pode perder mais 6 pontos na competição

O clube mineiro teve novo presidente eleito e já perdeu seis pontos na Série B referente a uma outra punição

FUTEBOL
Adversário do Náutico na Série B, Cruzeiro pode perder mais 6 pontos na competição

O clube mineiro foi rebaixado no ano passado e enfrenta uma grave crise financeira - Foto: Reprodução/Internet

Da redação com informações da Agência Brasil

Adversário do Náutico na Série B deste ano, o Cruzeiro Esporte Clube teve um dia agitado na quinta-feira (21), com mudanças na gestão administrativa do clube e mais problemas financeiros aparecendo. Após a Fifa decretar a perda de 6 pontos da raposa na Série B pelo não pagamento de uma dívida, agora o clube vai precisar pagar R$ 11,2 milhões à uma equipe do futebol ucraniano referente a contratação do atacante Willian Bigode em 2014. O clube vai ter que fazer o pagamento até o dia 29 de maio, se não, será punido com a perda de mais 6 pontos no início da competição.

Novo presidente

Em meio a essa turbulência, o advogado Sérgio Santos Rodrigues, de 37 anos, foi eleito nessa quinta (21) como novo presidente do Cruzeiro Esporte Clube. Ele venceu o pleito ao receber 269 votos dos 351 registrados. Ele foi eleito para um mandato tampão, com duração de apenas seis meses (1 de junho a 30 de dezembro de 2020), mas o desafio que terá pela frente será enorme, conduzir o clube durante a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Sérgio Rodrigues afirmou que se espelha em outros times para poder dar a volta por cima. "Não tem muito mistério. Temos que fazer o que o Flamengo, River Plate e Bahia fizeram para poder se recuperar. Então é trazer gente boa, gente de mercado e a partir daí a gente mostrar a nossa credibilidade para ir nos meios convencionais, com empréstimos bancários ou então buscar o estudo para captar recurso como o Palmeiras e o São Paulo fizeram. Ou ainda então buscar meios não convencionais com uma plataforma forte de transformação digital, em produção de conteúdo, exploração de rede social, streaming, como formas alternativas de monetizar para gerar recursos pro clube", disse.

>> Náutico tem que pagar R$ 500 mil a Givanildo e Cruzeiro punido pela Fifa

Mesmo com uma missão tão complicada, o novo presidente cruzeirense chega ao cargo com muita esperança e pedindo o apoio da torcida: “Eu saí da mesma arquibancada que o torcedor vai. Sou de família cruzeirense e poder representar a torcida é um prazer fora do comum. Não tenho dúvida de que, com muita garra e determinação, vamos sair da difícil situação que enfrentamos. Agora precisamos de paz, dentro e fora do clube, e precisamos que a torcida abrace o nosso projeto e seja nossa parceira para que o Cruzeiro suba ano que vem”, concluiu.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.