Na volta do futebol, Sport vai trabalhar parte psicológica do elenco

O retorno das atividades no Sport está prevista para o dia 15 de junho

SPORT
Na volta do futebol, Sport vai trabalhar parte psicológica do elenco

Sport deve voltar a treinar no dia 15 de junho. - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Fernando Castro | Pedro Alves

Próximo de retornar às atividades três meses depois da paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus, o elenco do Sport vai receber todas as informações sobre o riscos de contaminações. De acordo com o diretor médico Stemberg Vasconcelos, o clube vai trabalhar a parte psicológica dos jogadores e deixá-los a vontade quanto a participação na volta imediata dos treinamentos, prevista para acontecer no dia 15 de junho.

“No protocolo que produzimos vamos deixar bem claro todos os riscos de contaminações que podem ocorrer, até porque quando a gente fizer os testes vamos definir os grupos de trabalho. Os jogadores que já tiverem a doença teoricamente teriam anticorpos, então estão mais protegidos, mas provavelmente muitos jogadores não tiveram a doença e existe o risco de contaminação. Isso vai ser muito esclarecido, orientado e também vai ser deixado a vontade a participação ou não das atividades”, explicou Stemberg Vasconcelos, em entrevista à Rádio Jornal.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

O diretor médico do Sport destacou a necessidade de trabalhar a parte psicológica do elenco, tendo em vista que o longo período de paralisação do futebol pode ter afetado o emocional dos jogadores. Além disso, muitos atletas começam a temer a possibilidade de serem agentes de contaminação, levando o vírus para casa. Por esse motivo, os testes para identificação da covid-19 também devem ser utilizados nos familiares dos jogadores.

“É uma doença que nós não conhecemos, então temos que tomar muito cuidado, porque pode não ter controle. Atualmente está controlada, os jogadores não fazem parte do grupo de risco, mas já teve pessoas que não faziam parte do grupo de risco e infelizmente faleceram. Então a parte psicológica vai ser muito importante e vai ser deixado bem claro o risco de contaminação para aqueles que nunca tiveram a doença”, disse Stemberg.

Cuidados

Para diminuir os riscos de contaminações, o diretor médico do Sport alertou também para a importância dos protocolos médicos desenvolvidos pelo clube. Não só os jogadores, mas como todos os funcionários que vão trabalhar na volta do futebol vão seguir as recomendações. O médico Stemberg Vasconcelos revelou ainda que está em contato com os médicos do Santa Cruz e do Náutico, Antônio Mário e Múcio Vaz, respectivamente, para alinhar todas as regulamentações.

“Por isso a necessidade de seguir rigorosamente todos os protocolos. Nós vamos tomar todos os cuidados. Eu, Antônio Mário e Múcio Vaz estamos nos reunindo, basicamente os protocolos vão ser os mesmos, temos toda liberdade de conversar entre nós e estamos elaborando esse protocolo que basicamente vai ser testar. Ou tem disponibilidade de teste ou não tem como voltar. O teste é que vai dar a maior segurança para a gente voltar às atividades”, destacou Stemberg.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.