SPORT

Após eliminação, presidente do Sport exalta trabalho com jogadores da base, mas avalia: “o resto deu tudo errado”


Milton Bivar falou sobre o planejamento do Sport para as primeiras competições do ano

Publicado em 22/07/2020 às 11:42
Anderson Stevens/Sport Club do Recife
FOTO: Anderson Stevens/Sport Club do Recife
Leitura:

O presidente do Sport, Milton Bivar, falou pela primeira vez após a derrota para o Santa Cruz, que mandou o clube rubro-negro para a disputa do quadrangular do rebaixamento do Campeonato Pernambucano, no microfone da Rádio Jornal e avaliou a execução do planejamento para as primeiras competições da temporada.

Em entrevista para Ralph de Carvalho, o mandatário explicou qual foi a estrutura de ideias montada para a disputa Copa do Nordeste, Campeonato Pernambucano e Copa do Brasil.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

“No início do ano a gente resolveu fazer, de certa forma copiando, o que o Athletico-PR com muito sucesso vem fazendo já há alguns anos, como o Bahia fez, como o Cruzeiro e outros grandes clubes, aproveitando os campeonatos regionais para fazer uma espécie de laboratório. Não que a gente não estivesse dando importância para o Pernambucano. Pelo contrário. Porque em quatro anos de presidente do Sport, eu ganhei três anos (2007, 2008 e 2019). E esse ano, a coisa degringolou, porque nós não conseguimos fazer, talvez por uma falta de experiência de trazer os jogadores. Fizemos a apresentação dos garotos bem antes dos profissionais para que a gente pudesse fazer avaliações. A ideia seria um time para jogar o Pernambucano e outro pra jogar a Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Deu errado”, disse Milton Bivar.

“Não conseguimos nem fazer um time para jogar, misturamos e no fim aconteceu o que a gente não queria que acontecesse. Ficamos fora do Pernambucano e agora estamos a um jogo pra ver se a gente pode continuar ou não na Copa do Nordeste”, completou.

Jogadores da base

Apesar dos resultados negativos até o atual momento da temporada, Milton Bivar exaltou a utilização e o desempenho dos jogadores oriundos da base que estão sendo utilizados na equipe principal.

“Disso tudo, por íncrivel que pareça, tem uma coisa que ameniza. Foi o fato da gente ter aproximadamente 11 ou 12 jogadores oriundos no elenco. Alguns outros nós emprestamos (Jadson, Pardal e Mikael). Rafael, Juba, Chico, Ewerthon, Túlio, Pedrão, ítalo, Alessandro, Júlio César (atletas que estão no profissional) são jogadores como fruto desse início de ano. A única coisa que deu certo foi essa, o resto deu tudo errado. Porque nós não conseguimos se quer continuar no Pernambucano”, encerrou.

Copa do Nordeste

O Sport entra em campo nesta quarta-feira (22), às 20h, em uma partida decisiva contra o Confiança, pela Copa do Nordeste. Você confere todas as emoções da partida nas ondas da Rádio Jornal.

NORDESTÃO CAST:


Mais Lidas