Daniel Paulista demonstra preocupação com desempenho ofensivo do Sport

O treinador do Sport destacou que está trabalhando para melhor o desempenho dos atacantes

SPORT
Daniel Paulista demonstra preocupação com desempenho ofensivo do Sport

Daniel Paulista valorizou o volume ofensivo do Sport, mas quer uma evolução do ataque. - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Pedro Alves | Twitter: @PedroAlvesn99

O resultado positivo do Sport diante do Vitória-PE pelo placar de 1x0, no quadrangular do rebaixamento do Campeonato Pernambucano, foi importante para as pretensões rubro-negras. Porém, dentro de campo, o desempenho não foi satisfatório, já que o Sport sofreu para fazer o gol na equipe que foi lanterna da fase de grupos da competição.

Em entrevista após o término do confronto, o técnico do Sport, Daniel Paulista, analisou a partida e destacou a diferença do desempenho nos dois tempos de jogo. “No primeiro tempo a gente começou bem a partida, apertando, sem deixar o adversário jogar. Conseguimos logo no início ter pelo menos três boas oportunidades para marcar e não conseguimos. A partir daí, a equipe foi entrando no ritmo do adversário, mais devagar, com passes mais lentos, pouca dinâmica. Foi deixando fazer as movimentações, já que a gente armou uma estratégia de avançar os dois laterais para fazer como se fosse uma linha de cinco ofensivamente e, aos poucos, a gente não conseguiu ter as penetrações que a gente teve no início do primeiro tempo”, disse o treinador que completou detalhando as mudanças para o segundo tempo.

“Então as alterações no intervalo foi para dar mais dinâmica, mais velocidade, mais ritmo dentro da partida. A gente conseguiu isso dentro do primeiro tempo. As oportunidades de jogo aumentaram no segundo tempo, mas esse tipo de jogo é muito complicado, porque quando você começa a falhar muito no último terço do campo, perder muitas oportunidades, tendo a responsabilidade e sabendo da superioridade que você tinha sobre o adversário, a questão psicológica acaba deixando você muito pressionado. Então o gol saiu, a equipe lutou durante todo o segundo. Não faltou luta, não faltou empenho. Claro que faltou algumas situações que a gente vai  ter que continuar trabalhando para atingir um estágio melhor, mas conseguimos a vitória que era importante”, completou.

Ataque inofensivo

No intervalo, Daniel Paulista fez três mudanças. Tirou Ronaldo Henrique, Leandro Barcia e Hernane Brocador para as entradas de Bruninho, Marquinhos e Elton. Claramente o comandante rubro-negro estava insatisfeito com o desempenho ofensivo.

“A nossa maior preocupação é na questão ofensiva. Tá faltando o nosso último setor do campo ser mais incisivo. Tá faltando uma maior tranquilidade na execução desse último passe, tá faltando um poder maior de decisão, de se tentar definir a jogada com mais qualidade, chutar mais. Acho que a gente chuta muito pouco. A gente vem trabalhando isso, mas nos jogos a gente não tá conseguindo traduzir. E isso não foi só nesse jogo. É uma coisa que a gente vem trabalhando desde a paralisação. Nos jogos a gente ainda não conseguiu atingir um estágio que eu acredito que seja o satisfatório. Hoje a gente teve muito volume do jogo, muitas oportunidades, mas poucas oportunidades claras, acertando o gol do adversário e forçando o goleiro deles a trabalhar. Nós dominamos praticamente toda a partida, mas não conseguimos traduzir todo esse volume, todo esse maior jogo dentro do campo do adversário em grandes oportunidades e acabamos sofrendo durante o jogo para conseguir a vitória no final da partida”, finalizou.

Até o momento, está definido que o Sport vai enfrentar o Decisão no próximo sábado (1) e o Petrolina na terça-feira (4). O Leão só precisa de mais uma vitória para escapar do rebaixamento para a Série A2 do Pernambucano.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.