Sport goleia frágil Petrolina e encerra participação no Pernambucano

Leão dominou as ações do início ao fim da partida

CAMPEONATO PERNAMBUCANO
Sport goleia frágil Petrolina e encerra participação no Pernambucano

Maidana, de pênalti, abriu a "porteira" para o Sport diante do Petrolina. - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Davi Saboya | Pedro Alves

Sem susto e com vaga para mais. A previsão da facilidade em campo era tão grande que o técnico Daniel Paulista colocou um time misto. E foi dito e feito. O Sport goleou por 5×0 o frágil Petrolina, nesta quarta-feira, na Ilha do Retiro, em partida válida pela terceira e última rodada do Pernambucano. Os gols rubro-negros foram marcados pelos atacantes Elton (2x) e Ronaldo (2x), além do zagueiro Iago Maidana.

Em ritmo de treino, o Leão não encontrou dificuldade diante da Fera Sertanejo, que não teve um chance clara de gol na partida. Com o resultado, o Petrolina foi rebaixado para a Série A2 do Estadual ao lado do Decisão, que perdeu para o Vitória. Depois do “amistoso de luxo”, o Sport foca na início do Brasileirão no próximo sábado contra o Ceará.

OUÇAS OS GOLS DA VITÓRIA DO SPORT NA VOZ DE ALEXANDRE COSTA, O EXPLOSÃO DO ESCRETE




O JOGO

Mesmo com o time misto, o Sport iniciou o jogo ciente da fragilidade do adversário e partiu para cima. Com a posse de bola, o Leão controlou as ações da partida no campo de ataque. Porém, faltou verticalidade dos rubro-negros nas jogadas. Um problema antigo no time do técnico Daniel Paulista após a paralisação no futebol por causa da pandemia do novo coronavírus.

As duas primeiras oportunidades surgiram nos pés do atacante recém-contratado Ronaldo, que iniciou o duelo no time titular. Porém, o centroavante não teve êxito. Quando errou a pontaria, não conseguiu dominar o cruzamento. A outra chance foi com também membro do pelotão de frente, Marquinhos, que errou a finalização.

Em jogo que não valia nada para o Sport, o volante Ronaldo Henrique errou a “dose” na hora de dividida. Ele entrou com a sola no rosto do também volante Naldinho no meio-campo e foi expulso. O adversário também recebeu o cartão vermelho.

Em seguida, logo na primeira investida, Marquinhos foi derrubado na grande área. Aos 33 minutos, o zagueiro Maidana foi para cobrança, e com categorias, deslocou o goleiro Diego. Vantagem que o Sport não aproveitou o embalo e foi para o intervalo com apenas um gol no placar.

No segundo tempo, se no primeiro tempo o Petrolina não ameaçou, na etapa final muito menos. Enquanto isso, o Sport tentou trabalhar a bola, mas continuou pecando no último tempo do campo. Tanto que o segundo gol aconteceu novamente por meio de uma penalidade.

Ronaldo arrancou pela esquerda e foi derrubado na grande área. Aos 24, ele quis bateu, mas o centroavante Elton pegou, bateu e converteu. E, como diria o ditado, o segundo gol rubro-negro abriu a porteira. Cinco minutos depois, o meia Lucas Mugni levantou a bola com categorias e Ronaldo, de cabeça, conseguiu marcar o primeiro gol com a camisa rubro-negra.

Em ritmo de treino, o Sport não demorou para conseguir balançar a rede novamente. Aos 38 minutos, Elton completou o chute rasteiro do lateral-esquerdo Luciano Juba e escorou para o fundo da rede. E ainda não deu tempo para Ronaldo também marcar o o segundo dele no confronto. Após cobrança de falta, ele “testou seco” e sacramentou a goleada no “amistoso de luxo”.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.