Futebol

Em jogo pouco produtivo, Santa Cruz estreia na Série C com empate sem gols contra o Paysandu


O Tricolor do Arruda terá 10 dias para se preparar para a 2ª rodada contra o Treze-PB

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 08/08/2020 às 18:24
Rafael Melo/Santa Cruz
FOTO: Rafael Melo/Santa Cruz
Leitura:

Após perder o título do Campeonato Pernambucano para o Salgueiro, o Santa Cruz fez a estreia na Série C do Campeonato Brasileiro, considerado o principal objetivo do clube na temporada. Diante do Paysandu, em Belém, neste sábado (08), o tricolor ficou no empate sem gols e voltou para o Recife com um ponto na bagagem. A Cobra Coral agora se prepara para enfrentar o Treze-PB, no Estádio do Arruda, às 20h, no dia 18 de agosto.

Sem gols

Apesar de não ter torcedores no estádio, o Paysandu tentou fazer valer o mando de campo e tomou as ações da partida. O primeiro tempo foi marcado por uma maior posse de bola do time paraense. Com as marcações bem compactadas, as equipes apostavam nos chutes de longa distância. Na media em que os minutos passavam, a dificuldade para entrar nas defesas eram mais visíveis. Com isso, restava aos times trocar passes no campo de defesa ou buscar o lançamento. Após pouca objetividade e um exagero nos chutes de fora da área, tanto Paysandu quanto Santa Cruz apostaram na bola parada. Era o caminho em que os times levavam relativo perigo.

Veja como foi o tempo real da partida no Blog do Torcedor

Ficha do jogo

Paysandu

Gabriel Leite; Toty, Perema, Micael (Wesley Matos) e Bruno Collaço; Uchôa, PH (Serginho), Alex Maranhão (Bessa) e Vinícius Leite (Victor Diniz); Mateus Anderson (Elielton) e Nicolas. Técnico: Hélio dos Anjos.

Santa Cruz

Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Célio Santos; Bileu, Tinga e Jeremias; Augusto Potiguar (Derlis Alegre), Kleiton (Mayco Félix) e Pipico. Técnico: Itamar Schulle.

Local: estádio da Curuzu, em Belém (PA)

Árbitro: Diego da Costa Cidral.

Assistentes: Eli Alves e Gizeli Casaril.

Cartão amarelo: Micael e Wesley Matos (PAY) e Bileu, Célio Santos (STA).


Mais Lidas