Com novo treinador, Náutico vai até Salvador para enfrentar o Vitória

Timbu segue em busca do primeiro triunfo na Série B

SPORT
Com novo treinador, Náutico vai até Salvador para enfrentar o Vitória

Apesar de não ficar na área técnica ainda, Gilson Kleina comandou treino nesta terça-feira. - Foto: Tiago Caldas/Náutico

Klisman Gama | Pedro Alves

Um duelo difícil fora de casa, mas que conta com um ânimo a mais por conta da chegada do técnico Gilson Kleina. O Náutico encara o Vitória nesta quarta-feira (19), às 21h30, no estádio Barradão, em Salvador, pela quarta rodada da Série B. Atualmente na 17ª colocação, contra um adversário que vem na 4ª posição, o Timbu vem de dois empates consecutivos em casa e almeja a primeira vitória na competição. 

Para o duelo, o Náutico seguirá sem o atacante Kieza, lesionado, e não poderá contar com o volante Rhaldney, suspenso pelo terceiro amarelo. Com isso, Salatiel deve seguir como centroavante e Josa assumiria a vaga na cabeça de área. A tendência, por atuar fora de casa, é de que Djavan entre para reforçar a marcação no meio. No restante do time, o técnico pode optar por escalar mais um atacante na vaga de Jorge Henrique, seja Erick ou Thiago. Ainda sem estar regularizado, não poderá estar na área técnica do Timbu, onde segue o auxiliar Dudu Capixaba.

No último jogo, contra o CRB, o Alvirrubro demonstrou maior poderio ofensivo, sendo propositivo e criando diversas chances no ataque, mas desperdiçou a maioria. Internamente, os atletas têm se cobrado bastante em torno de uma melhoria nesse aproveitamento para que os resultados positivos venham.

“Tem uma cobrança interna da gente mesmo. Sabemos que poderíamos ter sido melhor, ter feito os gols. Mas agora é paciência, trabalhar, focar e aproveitar mais essas finalizações com gol, porque a gente sabe que não é toda hora que teremos essas chances. Sabemos que a gente pode mais e precisamos de mais. Estamos indo bem concentrados e vamos com foco na vitória, respeitando a equipe do Vitória, mas vamos para vencer”, afirmou o lateral-direito Hereda.

Tendo encontrado com o elenco em Salvador, o técnico Gilson Kleina falou sobre as suas expectativas para assumir o Alvirrubro. Tendo ainda um grande período de Série B pela frente em busca do acesso – mas sem tanto tempo para treinos, o treinador quer ajustar o encaixe da equipe e gerar uma mobilização em torno do principal objetivo do Náutico.

 

“A expectativa é de chegar com muita motivação, de ascensão e conquista com o Náutico. Não resta a menor dúvida. Acho que é isso o que o torcedor espera. Sabemos da grandeza e da cobrança da torcida do Náutico. A expectativa é que possamos dar um encaixe nessa equipe, que todos dentro do clube estejam mobilizados pelo objetivo do clube, que é o de todos, que é pleitear e fazer um grande frente com o Náutico em 2021 na elite do futebol brasileiro. Para que isso se cumpra, ela vai ter que passar por muito trabalho”, falou o comandante.

Vitória

O Rubro-negro vem de empates contra o Figueirense, por 0x0, e contra a Ponte Preta, por 3×3, longe de casa. No Barradão, o Vitória só perdeu uma partida no ano, diante do Bahia, no Estadual. Ao todo, foram seis vitórias, quatro empates e uma derrota em 11 jogos. Contudo, no retorno do futebol em julho, o retrospecto não é bom. São sete partidas, com um triunfo, cinco empates e um revés.

O técnico Bruno Pivetti contará, no duelo contra o Náutico, com o retorno do zagueiro Maurício Ramos e do atacante Vico. Ambos devem entrar no time titular do Leão. No meio, o desfalque fica por parte do volante Guilherme Rend, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No seu lugar, entra Jean.

O Vitória vem se reforçando para disputa da Segundona. A equipe baiana tem um elenco bastante jovem, com vários atletas oriundos das categorias de base, mesclado a nomes experientes, como o do lateral-esquerdo Thiago Carleto e do zagueiro Maurício Ramos, de 31 e 35 anos, respectivamente. Nesta semana, anunciou o zagueiro Wallace, de 32 anos, além do volante Lucas Cândido, de 26. Ambos com passagem pelo clube anteriormente. E conta também com o meia Marcelinho, de 35 anos, que jogou as três partidas do Leão na Série B.

Ficha do jogo

Vitória

Ronaldo, Jonathan Bocão, João Victor, Maurício Ramos e Thiago Carleto; Jean, Rodrigo Andrade e Fernando Neto; Vico, Matheusinho e Léo Ceará. Técnico: Bruno Pivetti.

Náutico

Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga e Erick Daltro; Josa, Djavan e Jean Carlos; Jorge Henrique (Erick), Dadá Belmonte e Salatiel. Técnico: Gilson Kleina.

Local: Estádio Barradão, em Salvador-BA. Horário: 21h30. Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC). Assistentes: Kleber Lúcio Gil e Jhonny Barros de Oliveira (ambos SC).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.