Náutico deve ter mudança de esquema na partida contra o Guarani

Partida é válida pela sexta rodada da Série B

NÁUTICO
Náutico deve ter mudança de esquema na partida contra o Guarani

Jean Carlos, Erick e Jorge Henrique no treinamento do Náutico. - Foto: Caio Falcão/Náutico

Klisman Gama | Pedro Alves

Até o momento, são cinco jogos na Série B e nenhuma vitória. Jejum que vem incomodando o Náutico, que pretende encerrá-lo nesta sexta-feira diante do Guarani, às 21h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. Ambas as equipes chegam pressionadas. O Timbu vem demonstrando uma leve evolução, principalmente na criação das jogadas. O meio de campo tem sido mais efetivo e isso se refletiu na última rodada. Porém, a defesa voltou a falhar e mostrou que precisa de bastante atenção por parte do treinador, mais ainda com dois desfalques importantes.

Ainda se recuperando de uma concussão após pancada na cabeça, o goleiro Jefferson não enfrenta o Bugre, sendo substituído mais uma vez por Marcão. Na zaga, Camutanga foi expulso diante do Juventude e cumpre suspensão, dando vaga assim a Fernando Lombardi. O defensor de 38 anos, inclusive, foi acionado após a expulsão do colega de posição para recompor o setor e deve ser o escolhido por Gilson Kleina.

Outra possível mudança é na estrutura tática da equipe. Durante os treinos desta semana, foi testada a saída de um dos pontas – a princípio Dadá Belmonte – para a entrada do volante Matheus Trindade. Assim, o meio-campo ficaria mais preenchido, com quatro jogadores. Nesse caso, como Jorge Henrique vinha atuando um pouco mais atrás para auxiliar Rhaldneyna marcação, ele seria deslocado para ficar mais avançado, não necessariamente na ponta, mas como um meia por trás do atacante, pisando bastante na área. Assim um 4-4-2 seria formado, dando maior liberdade ao experiente meia e a Jean Carlos.

“Eu mesmo mostrei para o Jorge que, com o decorrer do jogo, os espaços vão acontecendo. Porque o Jorge é um jogador que se aproxima do setor de criação, se bem que ele se entregou enquanto ele tinha essa condição e fechou bem o setor. Mas entendo que poderá equilibrar nossa equipe é colocando-o mais próximo um pouquinho do Jean ou como segundo atacante. Acho que ele tem essa condução, se bem que toda a vida dele ele foi jogador de lado, claro que hoje é outro processo. Mas é tentar explorar o melhor dele. Porque é um jogador experiente, cerebral, que conhece bem o atalho. Então tentar extrair não só a condição física dele, mas principalmente o recurso técnico”, comentou o técnico Gilson Kleina.

Para o duelo, o Náutico poderá contar com o retorno do volante Jhonnatan, recuperado de uma lesão na coxa e que está há quase um mês sem jogar, e o atacante Guillermo Paiva. O paraguaio não atua desde fevereiro, em duelo contra o Central pelo Campeonato Pernambucano. Ali ele teve um problema na coxa e acabou perdendo a as rodadas que aconteceram até a paralisação do futebol, em março. Se recuperou e treinava normalmente com o elenco na volta às atividades para o retorno das competições, mas uma lesão no ligamento colateral medial do joelho o tirou de combate novamente. Mais um período fora, que pode se encerrar caso seja acionado em Campinas.

Guarani

A equipe paulista também passa por um momento de bastante pressão. Apesar de um começo muito bom de temporada, no retorno após a pausa do futebol o desempenho caiu bastante. Em dez jogos realizados, foram apenas duas vitórias. Uma dela na Série B, mas que veio acompanhada de quatro derrotas. A pressão em cima do técnico Thiago Carpini é grande e a equipe deve ter três mudanças. Duas por suspensão. O volante Igor Henrique tomou o vermelho na última rodada e fica de fora, assim como o atacante Waguininho, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Na vaga deles, Eduardo Person e Giovanny são os mais cotados, fortalecendo o meio-campo. Na lateral-direita, Pablo pode dar vaga a Cristovam.

Ficha do jogo

Guarani

Rafael Pin; Pablo (Cristovam), Walber, Didi e Bidu; Deivid, Eduardo Person, Lucas Crispim e Giovanny (Bruno Sávio); Júnior Todinho e Rafael Costa. Técnico: Thiago Carpini.

Náutico

Marcão; Hereda, Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi e Wilian Simões; Rhaldney, Matheus Trindade, Jean Carlos e Jorge Henrique; Erick e Salatiel. Técnico: Gilson Kleina.

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas-SP. Horário: 21h30. Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC). Assistentes: Thiaggo Americano Labes e Gizeli Casaril (ambos SC).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.