Daniel Paulista diz estar decepcionado com o Sport

O treinador foi demitido do cargo após derrota na quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A

SPORT
Daniel Paulista diz estar decepcionado com o Sport

Daniel Paulista venceu apenas seis jogos no Sport. - Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

Pedro Alves | Twitter: @PedroAlvesn99

O técnico Daniel Paulista falou pela primeira vez após ser demitido do Sport, depois da derrota para o São Paulo, no Campeonato Brasileiro da Série A. O treinador assumiu o cargo do turbulento e questionável Sport mesmo fazendo uma boa campanha no Confiança, na Copa do Nordeste e Campeonato Sergipano. Apesar do cenário negativo em torno do Sport, Daniel decidiu dar esse passo à frente, saindo da Série B para uma equipe da primeira divisão, onde foi ídolo como jogador e que já tinha conseguido livrar o rebaixamento para a segunda divisão em duas oportunidades.

Porém, ao chegar ao Recife não conseguiu atingir o nível de futebol esperado pela diretoria, apesar de ter conseguido a classificação para as quartas de final da Copa do Nordeste, onde fez um bom jogo contra o Fortaleza, porém foi eliminado nos pênaltis, mas teve que disputar o quadrangular do rebaixamento no Campeonato Pernambucano e com atuações abaixo do esperado.

Depois de 17 jogos no cargo de treinador do Sport, com uma paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus no meio do trabalho, a direção do clube decidiu demitir Daniel. Situação que deixou o ex-treinador rubro-negro decepcionado com a decisão.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

“Eu não diria chateado, mas decepcionado seria a palavra mais acertada para esse momento. Porque nós viemos aqui sabendo da dificuldade que existia, de todos os problemas que o Sport enfrenta hoje, de todos os fatores que fazem o dia a dia do clube ser muito complicado. Mas mesmo assim a gente encarou esse desafio”, afirmou Daniel.

Avaliação

No Campeonato Brasileiro, Daniel Paulista abriu a competição com uma ótima vitória em cima do campeão da Copa do Nordeste, o Ceará por 3x2, porém a equipe deixou a desejar nas partidas seguintes. No entanto, na visão dele, o Sport fez partidas equilibradas para as pretensões do clube.

“Na minha avaliação, em cinco rodadas do Campeonato Brasileiro, onde fizemos jogos equilibrados para o campeonato que o Sport disputa, porque temos que ter essa condição de que o Sport disputa o Brasileiro para permanência na primeira divisão. Fizemos jogos equilibrados, onde empatamos ou vencemos os adversários diretos para esse campeonato em que a gente disputa, mas infelizmente se avalia o resultados. E dois resultados que vieram em cima de erros individuais, que acabaram decidindo também pela qualidade do adversário que você enfrentou, e ficou decidido que o trabalho teve que ser interrompido e não se leva em consideração tudo que está sendo feito”, disse o treinador, que finalizou exaltando o trabalho feito internamente e questionando as decisões internas do Sport que estão sendo influenciadas pela pressão externa.

“O trabalho com a categoria de base, onde nós revelamos um Rafael que com oito jogos já foi negociado e trouxe retorno para o clube, onde a gente já tinha um Luciano Juba disputando com a titularidade na lateral esquerda e é mais um jogador da categoria de base e infelizmente é como eu disse que muitas decisões externas influenciam nas decisões dos clubes e isso é muito prejudicial a todos”, encerrou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.