Gilson Kleina avalia vitória do Náutico em cima do Figueirense

O Timbu venceu o Figueirense por 1x0

NÁUTICO
Gilson Kleina avalia vitória do Náutico em cima do Figueirense

Gilson Kleina comemorou o novo triunfo do Náutico, mas alertou a necessidade de corrigir os erros. - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Davi Saboya | Pedro Alves

Depois do Náutico bater o Figueirense, o técnico Gilson Kleina comemorou a segunda vitória na Série B do Campeonato Brasileiro, mas ressaltou a necessidade de corrigir os erros. Na visão dele, nessa terça-feira, o Timbu não começou bem o primeiro tempo do confronto válido pela sétima rodada. No entanto, depois que buscar organizar o jogo com a posse de bola, os alvirrubros conseguiram pressionar o adversário.

“Estou feliz pela vitória, mas precisamos avaliar esse jogo de forma minuciosa. Demorar para entrar no jogo. O adversário marcou de forma alta durante os primeiros quinze minutos. Só conseguimos sair quando colocamos a bola no chão e começamos a fazer nosso jogo. Principalmente trabalhando a bola pelo lado direito, com profundidade e empurrando o Figueirense para trás. Aí o Náutico cresceu e teve até gol anulado”, afirmou.

Gilson Kleina também admitiu que o Náutico não voltou bem do intervalo. “No segundo tempo, voltamos com o Jhonnatan buscando dois volantes que tivessem condições de ganhar mais o campo, avançar para o ataque. Só que nossa equipe começou a espaçar e eles tiveram chances de abrir o placar. Porém, no final, foi bom que a defesa terminou a partida sem tomar gols e vale ressaltar o milagre do Jefferson no final”, destacou.

“Nossa equipe foi competitiva, mudou a forma de jogar duas vezes. Trocamos até os três atacantes, pois precisávamos de mais velocidade. Tanto que o gol saiu dessa maneira em uma jogada muito boa de Thiago. As transições foram rápidas, conseguimos a vitória, agora é tentar arrumar os erros e melhorar na próxima partida”, completou.

O treinador alvirrubro ainda valorizou os efeitos das substituições realizadas no segundo tempo. Aproveitando o maior número de alterações, Kleina trocou todo o ataque: tirou Salatiel, Erick e Jorge Henrique para as entradas de Paiva, Thiago e Dadá Belmomente, que marcou o gol da vitória. Vale lembrar que na rodada anterior, o triunfo diante do Guarani, Paiva entrou na etapa final, participou do tento de empate e sacramentou o resultado positivo.

“Mais uma vez, a vitória saiu do banco. Temos que valorizar esses atletas, o coletivo. Sabemos que é difícil enfrentar o Brasil de Pelotas lá no Sul e precisamos saber quem estará bem na reapresentação para a próxima partida”, comentou o técnico. O Náutico agora foca na próxima partida diante do Brasil de Pelotas. O duelo está marcado para o sábado, às 21h, no Rio Grande de Sul.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.