Lateral do Náutico comemora semana cheia para ajustes na equipe

Timbu só entra em campo no sábado contra o Botafogo-SP

NÁUTICO
Lateral do Náutico comemora semana cheia para ajustes na equipe

Wilian Simões, lateral-esquerdo do Náutico. - Foto: Caio Falcão/Náutico

Klisman Gama | Pedro Alves

Desde a chegada do técnico Gilson Kleina ao Náutico, a semana que separa os jogos contra o Brasil de Pelotas-RS e Botafogo-SP é o maior período que ele teve para treinar a equipe. Em quatro jogos, com duas vitórias, um empate e uma derrota, o Timbu apresenta melhorias com relação ao começo da Série B. Logo que chegou ao clube, o comandante havia dito que focou, inicialmente, em acertar questões coletivas do jogo, diretamente com a defesa, meio de campo e ataque. Agora, com um tempo maior de preparação, que era aguardado por ele, ajustes individuais tem sido trabalhados também. Assim, a dita “semana cheia” para estas atividades, em meio a um calendário apertado, é comemorada pelo elenco alvirrubro.

“Mais uma semana cheia, então a gente está procurando assimilar mais, pegar os conceitos ainda mais do professor Kleina. Conceitos que a equipe está se adaptando muito bem. Essa semana cheia é importante para que a gente possa estar avaliando e melhorando algumas coisas. Então creio que vai ser de muito aproveitamento, uma semana que a gente está acertando alguns detalhes, melhorando outras coisas. É muito importante para que o professor possa estar aprimorando vários desses conceitos para nós, que estamos assimilando bem o posicionamento tático e as pretensões dele”, afirmou o lateral-esquerdo Wilian Simões.

Anteriormente, o Náutico teve um período de seis dias entre o empate em 3×3 contra o Juventude, e a vitória por 2×1 em cima do Guarani. Porém, a equipe ainda acumulou uma viagem para São Paulo, que diminuiu o tempo para treinamentos. Nesta volta para o Recife após perder para o Brasil de Pelotas-RS por 2×1, o Alvirrubro deu o domingo de folga para o elenco, que retornou às atividades na segunda-feira e vem se preparando para buscar a reabilitação na Segundona e se aproximar mais do G4 da competição. Por isso, o crescimento da equipe em aspectos a serem trabalhados ao longo da semana é vital para alcançar as pretensões do Náutico na Série B.

“Quando você evolui individualmente, coletivamente também a equipe evolui. Estamos no caminho certo. Com a chegada do professor vamos evoluir mais ainda. Claro que vai ter jogo que você não vai jogar tão bem mas vai vencer. Mas o intuito é de estar sempre jogando bem e evoluindo, porque o professor Kleina gosta muito que a equipe jogue, mas que também tenha uma compactação tática muito boa. E isso a gente está assimilando muito bem e creio que a gente só vai evoluir para alcançar o caminho das vitórias, alcançar o G4 e não sair mais dele”, concluiu.

Mais sobre o Náutico

O podcast Na Cara do Gol aprofundou sobre o atual momento do Náutico, como o Timbu foi prejudicado com a ausência das peças que descumpriram a recomendação da OMS diante do coronavírus e muito mais. Ouça aqui

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.