João Caixero promete campanha do tijolo para obras do CT do Santa Cruz: "É o futuro do clube"

De acordo com o membro da patrimonial do Santa Cruz, o investimento total deve custar R$ 10 milhões ao clube

SANTA CRUZ
João Caixero promete campanha do tijolo para obras do CT do Santa Cruz:

João Caixero revelou campanhas para ajudar no custeamento da manutenção do CT do Santa Cruz. - Foto: Reprodução/Rádio Jornal

Pedro Alves | Twitter: @PedroAlvesn99

Pensando na manutenção no Centro de Treinamento Ninho das Cobras, o patrimonial do Santa Cruz vem pensando em estratégias para seguir mantendo o equipamento que vem gerando alto custo mensal ao clube, girando em torno de R$ 4,5 mil semanais (quase R$ 20 mil por mês). Por isso, novas campanhas estão sendo pensadas e serão lançadas em breve.

Começando com a venda de cadeiras para no Santa Cruz, mesmo em período sem jogos no Arruda. Em entrevista para Ralph de Carvalho, João Caixero, membro da patrimonial do clube, detalhou sobre os valores da campanha que deve ser iniciada ainda esse mês.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

“Nós estamos lançando uma outra campanha. É uma campanha que vamos lançar em setembro para a gente vender 1,500 cadeiras no Santa Cruz, por R$ 1,500, em 36 meses, com parcela mensal de R$ 42. É uma campanha que vamos lançar em setembro para superar os problemas, onde os recursos serão divididos em 50% para a manutenção do estádio e 50% para manutenção do CT. Para que não se pare a obra e adubação do campo, já que agora são dois campos. O segundo campo, a grama já germinou todo, já tem condições de receber o adubo, a irrigação e fazer o fechamento do gramado, para comprar as barras, os alambrados, para comprar tudo que for necessário. Nós precisamos ainda de R$% 185 mil e já foi investido no CT R$ 1,200 milhões. Mas temos que ter a auto sustentabilidade e o CT é um equipamento auto sustentável”, disse.

Investimento futuro

Sobre as obras para ampliar ainda mais a estrutura do CT, o Santa Cruz trabalha com A estimativa de um custo de R$ 10 milhões, com a construção de várias alas diferentes e que dê suporte a necessidade diária dos funcionários e jogadores.

E para tentar arrecadar parte desse valor, o patrimonial já está planejando outras campanhas semelhantes a do ovo, bolo de rolo, café e outras realizadas em oportunidades passadas, que dependem do apoio e participação da torcida, além de investidores.

“Área de alojamento, área médica, restaurante, imprensa (locais para construir) e o custo levantado é de R$ 10 milhões. O nosso arquiteto já está trabalhando no levantamento do quantitativo e nós vamos fazer campanha do tijolo. Rodolfo Aguiar já nos premiou com o calculista que é uma fortuna, porque é uma área voltada para um braço da Mata Atlântica, não pode ser devastada e tem que ser trabalhada de uma forma bastante inteligente e esse equipamento será voltado para a mata, com uma vista bonita, de descanso para o atleta do Santa Cruz. Esse é o futuro do Santa Cruz”, completou João Caixero.

Podcast

No terceiro episódio do podcast Na Cara do Gol, debatemos o final de semana de resultados positivos para Náutico, Santa Cruz e Sport. Na Polêmica da Vez, abordamos o caso de Mazola Júnior que questionou a não procura por outros clubes de Pernambuco em seu trabalho, além de elegermos os destaques da semana.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.