SPORT

Eduardo Carvalho estuda entrar com ação judicial para evitar adiamento das eleições do Sport


O candidato da oposição quer que a eleição seja realizada na data prevista no estatuto do Sport

Publicado em 12/11/2020 às 12:18
SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
FOTO: SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
Leitura:

Com a aproximação do período eleitoral no Sport Club do Recife, a “briga” nos bastidores está pegando fogo. A principal dela é o adiamento da data da eleição que foi autorizado pelo Conselho Deliberativo para o dia 04 de janeiro de 2021. Diante desta situação, a chapa de oposição liderada por Eduardo Carvalho, estuda entrar com uma ação judicial para evitar a alteração da data da eleição.

“Nós estamos estudando, infelizmente, o ingresso com medida judicial. Até porque, teve alguém no Santa Cruz que entrou com uma ação, porque se tentou a prorrogação do mandato, e o juiz determinou que fosse realizado a eleição. Não a menor razão para que essa eleição não seja realizada na data prevista no estatuto do Sport Club do Recife”, afirmou Eduardo Carvalho.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

O opositor quer seguir o que é previsto no estatuto do clube e relembrou de uma tentativa do atual presidente do executivo, Milton Bivar, em antecipar as eleições, pensando em uma transição mais “tranquila” de um presidente para o outro.

“Em primeiro lugar, o estatuto não permite que seja feita essa alterações. Em segundo lugar, a pouco tempo atrás, o atual presidente tentou fazer uma antecipação das eleições sobre o pretexto de aderir a necessidade imperiosa para que a transição fosse feita de forma tranquila. O senhor Milton Bivar, estava agoniado por antecipar as eleições preocupado com a transição de um presidente para o outro. Essa preocupação foi bater aonde? Acabou?”, questionou.

Eleições online

Diante do cenário de pandemia causada pelo novo coronavírus, Eduardo Carvalho questionou a não realização das eleições online. Segundo o candidato, o custo para que as votações acontecessem via internet seria de R$ 60 mil e esse dinheiro já deveria estar preparado.

“O custo para fazer a eleição online é de R$ 60 mil, é um custo ridículo. O Sport se tivesse bem administrado e com interesse de realizar as eleições de forma ampla e democrática, isso era um dinheiro que já deveria tá preparado, pronto para as eleições ser realizadas na data que o estatuto determina”, completou.

Motivo do adiamento das eleições

Em entrevista para a reportagem do JC, o vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sport, Ricardo de Sá Leitão, explicou o motivo do adiamento da eleição. “O motivo do adiamento foi a Lei 14.030/2020, que proíbe assembleias presenciais, nas associações, até 31 de dezembro. A bem da verdade, a lei permite a realização, antes, se autorizada pelas autoridades sanitárias locais, mas, caso dependamos dessa autorização, a data ficaria incerta. E temos que divulgar o edital 25 dias antes do pleito, o que complicaria ter essa definição”, completou o dirigente,

PODCAST

O Na Cara do Gol desta semana, podcast sobre o futebol pernambucano da Rádio Jornal, faz uma análise dos últimos resultados de Sport, Náutico e Santa Cruz no Campeonato Brasileiro. O programa é transmitido ao vivo toda segunda-feira, no canal da Rádio Jornal no YouTube. Neste episódio, participam Alexandre Costa e João Victor Amorim (ambos da Rádio Jornal), Lilian Fonsêca (TV Jornal) e Marcos Leandro (Jornal do Commercio).


Mais Lidas