Sport precisa vencer Atlético-GO para aumentar de novo distância em relação ao Z-4 da Série A

O Sport está a um ponto da zona de rebaixamento

SPORT
Sport precisa vencer Atlético-GO para aumentar de novo distância em relação ao Z-4 da Série A

Sport perdeu para o Vasco, dentro de casa, na última rodada do Brasileirão. - Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

Davi Saboya | Pedro Alves

O Sport só pensa em vitória contra o Atlético-GO, nesta segunda-feira, às 20h, na Ilha do Retiro. O duelo marca o fechamento da 22ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. A partida virou ainda mais um “jogo de seis pontos”, pois o próximo adversário é um concorrente direito do Leão na briga pela permanência na elite do futebol nacional. Além disso, o time de Goiás é o “primeiro” dos últimos quatro colocados: ocupa a 17ª posição com 24 pontos. O que levou o clube pernambucano, após os resultados da competição, a ficar apenas a um ponto de distância do Z-4 na 14ª colocação.

“A expectativa é de uma vitória. Temos que ganhar. Ainda mais depois de um mal resultado (a derrota para o Vasco, em casa, na rodada anterior). Agora, isso é a única coisa que me passa na cabeça. Inclusive, todo o grupo também. Tivemos uma semana cheia de trabalho e precisamos fazer valer a pena”, afirmou o meia rubro-negro Lucas Mugni.

Diante do Atlético-GO, o Sport vive uma indefinição sob quem vai comandar o time na beira do gramado. Isso porque o técnico Jair Ventura, o auxiliar Emílio Faro e o analista de desempenho Antônio Macedo testaram positivo para a covid-19. A missão sobraria para o auxiliar e treinador do Sub-20, César Lucena, mas ele também foi diagnosticado com a doença na semana retrasada.

Ainda teve o atacante Dalberto. Recém-contratado, chegou ao Sport nessa semana, e o exame apontou para o novo coronavírus. Apesar de regularizado, o prazo máximo de inscrição acabou na última sexta-feira, a estreia poderá acontecer apenas na rodada seguinte.

Quem também não participa do embate desta segunda-feira são o lateral-direito Raul Prata e o volante Marcão. Os dois jogadores deixaram o departamento médico após se recuperarem das respectivas lesões no joelho e panturrilha, no entanto, precisaram de um período maior na transição física para readquirirem o condicionamento.

Por outro lado, o Sport ganhou dois retornos. São eles: o goleiro Luan Polli e o zagueiro Rafael Thyere. O arqueiro rubro-negro cumpriu suspensão e o defensor precisou ficar em isolamento social depois de testar positivo para covid-19. Polli deve voltar a titularidade no gol e Mailson volta à reserva. Thyere segue como opção para os titulares na zaga Maidana e Adryelson.

“A verdade é que ninguém gosta de ficar de fora, ainda mais por causa de um terceiro amarelo. Eu aproveitei esse tempo para descansar da rotina intensa de jogos e também uma avaliação dos últimos jogos. Observar onde acertou e onde errou mais neste Brasileirão”, comentou Luan Polli.

Apesar do mistério de sempre da comissão técnica sobre a escalação, Jair Ventura não costuma realizar grandes mudanças na estrutura da equipe. Se acontecer uma surpresa entre os titulares, a tendência é que seja a presença do centroavante Mikael. Última contratação da temporada, o atacante Vinícius Popó, joia do Cruzeiro, que veio por empréstimo, pode surgir no banco. Os meias Thiago Neves e Lucas Mugni dificilmente deixam o meio-campo.

FICHA DO JOGO – SPORT X ATLÉTICO-GO

Sport – Luan Polli; Patric, Maidana, Adryelson e Sander; Márcio Araújo, Ricardinho, Lucas Mugni, Thiago Neves e Jonatan Gomez; Barcia. Técnico: Jair Ventura. Esquema: 4-4-2.

Atlético-GO – Jean; Dudu, João Victor, Gilvan (Eder) e Nicolas; Willian Maranhão, Matheus Vargas (Gustavo Baralhas) e Chico; Janderson, Ferrareis e Zé Roberto. Técnico: Marcelo Cabo. Esquema: 4-3-3.

Local: Ilha do Retiro, Recife-PE.
Horário: 20h00.
Árbitro: Edina Alves Batista (SP).
Assistentes: Neuza Ines Back e Daniel Paulo Ziolli (ambos de SP).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.