QUADRANGULAR

Presidente do Santa Cruz diz que quadrangular é um novo campeonato: 'Não pode haver relaxamento'


Constantino Júnior também destacou a importância do mando de campo para o Santa Cruz conquistar o acesso à Série B

Publicado em 15/12/2020 às 12:51
 Léo Mota/JC Imagem
FOTO: Léo Mota/JC Imagem
Leitura:

Na manhã desta terça-feira (15), o presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, conversou com o comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal, durante o programa Bate Rebate. Durante o longo bate papo, um dos assuntos debatidos naturalmente foi sobre o quadrangular do acesso, em que o Tricolor está disputando uma vaga na Série B. Para o presidente coral, o momento é de seguir focado e sem relaxamento, entendendo que a primeira fase - em que o Santa Cruz foi amplamente superior - acabou e a ideia é continuar trabalhando jogo a jogo, para que ao fim da 6ª rodada do quadrangular o Tricolor consiga o acesso.

"Futebol não pode haver relaxamento. A gente colocou muito bem para os atletas que aquela vantagem que a gente conquistou na primeira fase ficou para trás. Agora é um novo campeonato, precisamos mostrar jogo a jogo. Ficou muito bem evidenciado que temos qualidade para alcançar essa pontuação necessária, que a gente tem um elenco com peças de reposição, então a gente consegue fazer uma imposição do nosso jogo tanto dentro como fora de casa", explicou Constantino Júnior.

O Santa Cruz está disputando uma vaga na Série B com Vila Nova, Ituano e Brusque. Esse último, aliás, foi contra quem o Tricolor estreou no quadrangular, onde empatou por 0x0 fora de casa. Para o presidente coral, o momento é de dar todo o suporte para os jogadores e entender que o atual formato premia essa regularidade, algo que a equipe de Marcelo Martelotte já provou ser, mas que agora precisa provar mais uma vez para buscar o acesso.

"O que a gente precisa fazer, com relação a direção, é dar todo alicerce para que todos os nossos atletas tenham uma boa recuperação no pós jogo, com uma boa logística, dar toda tranquilidade para que as partidas sejam definidas dentro de campo. É muito importante essa dinâmica para que a gente colocar na cabeça dos atletas que eles têm capacidade, mas que precisam mostrar isso jogo a jogo. A competição tem esse lado. A gente sabe que era um mata-mata, mas esse ano mudou o formato e é outro campeonato. Então a gente precisa continuar com a regularidade da primeira fase, fazendo um jogo de imposição", afirmou.

DUELO COM O VILA NOVA

Após o empate contra o Brusque na primeira rodada, o Santa Cruz volta a campo no sábado (19), às 17h, no estádio do Arruda. O Tricolor enfrentará o Vila Nova, que perdeu na última segunda-feira dentro de casa para o Ituano. Sobre o duelo, o presidente Constantino Júnior destacou que a equipe goiana tem qualidade, mas relembrou que a Cobra Coral derrotou o adversário na primeira fase, por 2x0, no mesmo Arruda que será palco do confronto do próximo sábado. Portanto, o discurso é manter a pegada, seguir focado e não relaxar.

"A gente sabe que na próxima rodada temos essa oportunidade contra um adversário que é qualificado, mas que já ganhamos aqui dentro da nossa casa. Então é importante que a gente mantenha esse foco, que deixe os atletas motivados, e dê toda a condição para que eles desempenhem o melhor futebol dentro de campo. Com relação a isso estou tranquilo, seguro. Não pode relaxar, isso não pode. Então sempre tentando puxar o melhor dos atletas para que a gente faça uma boa partida, e a vitória seja consequência dessa semana de trabalho", detalhou o mandatário coral.

Com relação a pontuação necessária para conquistar o acesso à Série B, o presidente Constantino Júnior acredita que 12 pontos é suficiente para o Tricolor conseguir subir de divisão. Desta forma, o empate contra o Brusque não foi ruim, destacando que, se a Cobra Coral empatar as três partidas como visitante e vencer as três como mandante, chega aos 12 pontos e, muito provavelmente, conquista o acesso à Segunda Divisão. Segundo o site Chance de Gol, quem faz essa pontuação tem 100% de chances de conquistar uma vaga na Série B.

"Claro que a gente foi para lá com o intuito de buscar os três pontos (contra o Brusque). Fomos nessa intenção, tivemos um primeiro tempo melhor que o adversário. A gente poderia ter saído com a vitória, mas entendendo que é um quadrangular, e se a gente empatar os jogos fora de casa e ganhar dentro de casa, a gente chega a 12 pontos e atinge a pontuação necessária para a classificação. Claro que a gente esperava o melhor resultado, mas não podemos negar que a gente está se preparando para fazer os três pontos dentro de casa contra o Vila Nova e, a partir daí, continuar entre os dois para que na 6ª rodada a gente esteja classificado e consequentemente conquistando o nosso tão sonhado acesso à Série B", finalizou o presidente do Santa Cruz.


Mais Lidas