SÉRIE B

Náutico vence o Cuiabá por 2x0 e passa o Natal fora do Z-4


Os gols da partida foram marcados pelo zagueiro Rafael Ribeiro e pelo meia Jean Carlos

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 22/12/2020 às 23:29
Alexandre Gondin/ JC Imagem
FOTO: Alexandre Gondin/ JC Imagem
Leitura:

Timbu fora do Z-4. Mantendo a sua sequência invicta de cinco jogos sem derrotas (três vitórias e dois empates), desta vez, o Náutico venceu o Cuiabá por 2x0, nesta terça-feira (22), no estádio dos Aflitos, pela 31ª rodada da Série B. Os gols da partida foram marcados pelo zagueiro Rafael Ribeiro e pelo meia Jean Carlos, ambos feitos no segundo tempo.

Com a vitória, o time alvirrubro chegou aos 35 pontos e saltou para a 16ª colocação, deixando a zona do rebaixamento temporariamente - ainda precisa aguardar pelo complemento da rodada, que se encerra na próxima segunda-feira (28).

A equipe timbu volta a campo somente em 2021, quando vai encarar o time do Confiança no dia 4 de janeiro, às 20h, no estádio Batistão, em Aracaju, pela 32ª rodada da Segundona.

O JOGO

Com chances reais de deixar a zona do rebaixamento ao final da 31ª rodada, o Náutico sabia que precisaria ser agressivo para superar a forte equipe do Cuiabá (briga pelo Z-4). E, por jogar em casa, os alvirrubros começaram a partida com maior posse de bola e buscando as ações ofensivas, mas não conseguiam ser incisivos para penetrar a defesa do time mato-grossense.

Tanto que a primeira boa oportunidade do Timbu só aconteceu aos 28 minutos, quando o meia Jean Carlos cobrou falta na força e obrigou o goleiro João Carlos a espalmar para o lado, evitando o gol alvirrubro. Três minutos depois foi a vez de Vinícius entrar na área após tabela com Paiva e finalizar sem muita força, facilitando a defesa do arqueiro do Cuiabá.

Na volta da segunda etapa, o Náutico voltou diferente e adotando uma postura mais vertical. Buscando a meta adversária a todo custo. Logo aos dois, o goleiro João Carlos saiu jogando errado e entregou a bola no pé de Guillermo Paiva... Mesmo com o gol livre, o atacante paraguaio caprichou demais e acabou finalizando para fora. Desperdiçando uma chance incrível.

A pressão alvirrubra continuava. Aos cinco, Vinícius recebeu bola pela esquerda, carregou a bola com o braço (o juiz não viu e deixou o lance seguir) e finalizou cruzado, mas a bola passou raspando a trave de João Carlos e saiu pela linha de fundo.

O duelo ficou aberto. Chances para os dois lados. Aos nove, após jogada do Cuiabá pela esquerda, a bola chegou até o centroavante Elton, que dominou com liberdade e finalizou colocado para vencer Anderson, mas não Rafael Ribeiro, que estava bem posicionado e tirou de cabeça, salvando em cima da linha.

Com a partida em ritmo frenético, coube ao Náutico abrir o placar. Aos 12, o meia Jean Carlos cobrou escanteio levantando a bola na primeira trave, Rafael Ribeiro se antecipou à marcação e testou a bola para o fundo das redes: 1x0.

O gol trouxe tranquilidade para o Náutico e mesmo o Cuiabá querendo gostar da partida, os alvirrubros conseguiam manter o equilíbrio em campo e impediam que o goleiro Anderson trabalhasse. Aos 33, quase o Timbu amplia. Jean Carlos lança Dadá Belmonte que disparou em rápido contra-ataque, partiu pra cima do lateral-esquerdo Romário, mas optou por rolar para trás para Rhaldney chegar chutando de fora da área e levar muito perigo - a bola raspou a trave.

A chance desperdiçada não faria falta. Aos 37, o atacante Paiva recebeu passe em profundidade, entrou na área e foi derrubado pelo goleiro João Carlos: pênalti. Na cobrança, Jean Carlos cobrou com categoria deslocando o goleiro e ampliando o placar: 2x0.

Com a vitória garantida, o Náutico deixou temporariamente a zona do rebaixamento - precisa aguardar o complemento da rodada.

Ficha do jogo

NÁUTICO

Anderson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga (Carlão) e Kevyn; Djavan (Renan Foguinho), Rhaldney (Matheus Trindade) e Jean Carlos; Bryan (Dadá Belmonte), Vinicius (Jorge Henrique) e Paiva. Técnico: Hélio dos Anjos.

CUIABÁ

João Carlos; Lucas Ramon, Ednei, Anderson Conceição e Romário; Auremir, Rafael Gava (Nenê Bonilha) (Yago) e Felipe Marques (Felipe Ferreira); Pierini, Marcinho (Willians Santana) e Elton (Jenilson). Técnico: Allan Aal.

Local: estádio dos Aflitos, no Recife (PE).
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO).
Assistentes: Leone Carvalho Rocha e Edson Antonio de Sousa (ambos de GO).
Gols: Rafael Ribeiro, aos 12, e Jean Carlos, aos 39 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Djavan, Vinícius, Erick (NAU) e Romário, Auremir, João Carlos, Willians Santana (CUI).


Mais Lidas