SÉRIE C

Santa Cruz encerra jejum, vence o Ituano e segue firme na luta pelo acesso à Série B


Mesmo saindo atrás do placar, Tricolor conseguiu buscar a virada e vencer 2x1

Filipe Farias Batista
Filipe Farias Batista
Publicado em 26/12/2020 às 21:06
Rafael Melo/ Santa Cruz
FOTO: Rafael Melo/ Santa Cruz
Leitura:

A tão esperada vitória tricolor aconteceu. Após cinco jogos sem vencer, o Santa Cruz conseguiu bater o Ituano, por 2x1, em Itu, na noite deste sábado (26), em jogo válido pela terceira rodada do quadrangular final da Série C.

O Tricolor saiu atrás no placar, ficou com um homem a mais, conseguiu o empate e, nos acréscimos finais, virou o jogo. Chiquinho foi o homem do jogo, marcou os dois gols corais. Agora, o Tricolor do Arruda passa ao returno menos pressionado com quatro pontos e firme na luta pelo acesso à segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

O JOGO

O duelo entre Santa Cruz e Ituano iniciou muito truncado, com uma paralisação logo aos 30 segundos após choque de cabeça entre Breno Lopes e Paulinho.

Mas com o retorno do jogo o Tricolor do Arruda se lançou ao campo de ataque, jogando bolas na área e pressionando a saída de bola do Ituano. Aos três minutos, o Santa Cruz já teve a primeira oportunidade com Chiquinho que chutou, mas a bola saiu à esquerda.

O Ituano tentou dar uma resposta jogando a bola na área aos cinco minutos, mas sem perigo. E o Santa Cruz continuou na pressão inicial e triangulou bem aos seis minutos e Pipico enfiou uma bela bola pela direita para Victor Rangel, que chegou a driblar o goleiro Pegorari, mas o atacante perdeu a passada e a bola escapou.

O Tricolor seguiu pressionando no ataque e forçando chutões do Ituano que não conseguiu colocar a bola no chão e jogar. Aos oito minutos em um dos lançamentos o Galo rubro-negro conseguiu uma jogada de perigo, a primeira do jogo, com Mateus Criciúma saindo de cara com Maycon Cleiton, mas o arqueiro coral saiu de forma providencial e impediu a finalização.

Aos 14 minutos, Victor Rangel - que fez um primeiro tempo de bastante intensidade - chutou, mas a bola foi no meio, fácil para a defesa de Pegorari.

Passados quinze minutos, o Ituano começou a rodar a bola e o Santa Cruz não conseguiu manter a marcação forte na saída de bola. Assim, começou a funcionar o lado esquerdo do time paulista com Fillipe Soutto. A equipe chegou a ter um gol anulado aos 16 minutos, após bola jogada na área desviada por Kadu, que estava impedido.

O Santa Cruz respondeu aos 19 minutos com uma bola perigosa jogada na área e Leonan finalizou com perigo. A bola saiu à esquerda do gol, mas já era marcado o impedimento do lateral tricolor.

Sem conseguir criar pelo meio de campo, o Santa Cruz chegou forte pelos lados com cruzamentos, mas que não conseguiam alcançar os atacantes corais. Além disso, o jogo teve muitas bolas paradas, tanto de faltas como de escanteios e em uma dessas bolas, o zagueiro Danny Morais cabeceou dentro da área, mas o goleiro do Ituano segurou.

Com a bola no chão, o Ituano começou a ter uma melhor sequencia de passes. Aos 28 minutos, Fillipe Soutto conseguiu se projetar e em triangulação jogou na área, mas Bruno Mota não conseguiu alcançar.

Sem conseguir criar uma chance real de perigo, o Ituano achou um gol, aos 29 minutos, numa bola cruzada pelo lateral Pacheco, que encobriu Maycon Cleiton. O arqueiro coral se esticou, mas a bola parou no fundo das redes. "Não vou mentir, eu quis cruzar, mas, graças a Deus, peguei bem na bola e fiz o gol", afirmou o autor do gol no intervalo.

Logo após o gol, o Ituano cresceu e já finalizou novamente com Taliari, na frente da área e Maycon Cleiton defendeu a bola, após chute que foi no meio de gol.

Precisando do resultado, o Santa Cruz começou a errar muitos passes no ataque e seguiu desperdiçando cruzamentos seguidos, que não alcançaram os atacantes corais. Já na defesa, o time recifense continuava sofrendo pressão, e aos 37 minutos, o Ituano chegou mais uma vez chegou com perigo. Mateus Criciúma fcruzou dentro da área, mas Bileu jogou para escanteio.

O time de São Paulo, inclusive, conseguiu uma sequência de três escanteios em dois minutos. Em um deles, aos 39 minutos, Maycon Cleiton trabalhou e fez uma defesa após testada forte de Léo Santos. E no auge da pressão, o Ituano perdeu um jogador. Paulinho Dias, que fez 50 jogos com a camisa do clube, recebeu o segundo cartão amarelo após falta em Victor Rangel e foi expulso.

O Santa Cruz, então, voltou a subir as linhas e teve mais posse de bola com a expulsão, mas não conseguiu finalizar com perigo até o fim do primeiro tempo. Didira ainda jogou mais uma bola na área 47, mas não encontrou ninguém e o árbitro apitou o fim do primeiro tempo, aos 48 minutos.

Segundo tempo

O Santa Cruz começou frenético o segundo tempo e logo aos 30 segundos de jogo, Chiquinho empatou o jogo após cruzamento de Leonan pela esquerda.

Com um homem a menos, o Ituano não conseguiu sair da defesa nos minutos iniciais e o Santa Cruz cresceu, repetiu e a pressão do início do primeiro tempo quebrando as tentativas de contra-ataques que o time paulista tentou criar.

O Santa Cruz foi muito intenso, lutando por todas as bolas, mas após os 20 minutos, mais uma vez não conseguiu manter as linhas adiantadas e o Ituano começou a ganhar campo.

Ficha do Jogo

ITUANO/SP

Escalação: Pegorari; Pacheco, Léo Santos, Sueliton e Breno Lopes; Paulinho, Fillipe Souto (Correa) e Gabriel Taliari (Felipe Manoel); Mateus Criciúma (Léo Duarte), Bruno Mota (Luiz Paulo) e Kadu (Julinho). Técnico: Vinicius Bergantin.

SANTA CRUZ

Escalação: Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves (Célio Santos) e Leonan (Elivélton); Bileu (Lourenço), Paulinho, Didira e Chiquinho; Victor Rangel (Jáderson) e Pipico. Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: estádio Novelli Júnior, em Itu (SP).
Árbitro: Igor Junior Benevenuto de Oliveira (MG)
Auxiliares: Marcus Vinícius Gomes e Leonardo Henrique Pereira (ambos MG).
Gols: Pacheco, aos 29 do 1º tempo. Chiquinho, ao 50 segundos e aos 47 minutos do 2º tempo.
Cartões amarelos: Suélinton e Paulinho Dias (ITU) e William Alves e Célio Santos (STC).
Cartão vermelho: Paulinho Dias (ITU).


Mais Lidas