LUTO

Presidente do Santa Cruz lamenta falecimento da mulher de Martelotte e revela morte do pai de Tinga, pela covid-19


Constantino Júnior concedeu entrevista exclusiva para o repórter João Victor Amorim, no Assunto é Futebol

Publicado em 30/12/2020 às 13:05
Bobby Fabisak/JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O dia iniciou com notícias ruins no Arruda. A esposa do técnico Marcelo Martelotte acabou falecendo na briga contra um câncer. O treinador vai viajar para São Paulo para se juntar as filhas que moram no estado paulista. Além deste lamentável acontecimento. O presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, confirmou em entrevista para o repórter João Victor Amorim, que o pai do volante Tinga também faleceu, mas por conta da covid-19. O clube tricolor decretou luto de três dias.

Ouça o noticiário do Santa Cruz:

"É hora da gente estar junto das pessoas que têm feito bem ao clube. E Marcelo sempre foi um profissional muito dedicado ao clube, a gente sabe o que ele vinha passando. Ele passou praticamente dois anos fora do mercado para cuidar da sua esposa. Ele sempre teve um cuidado e um apego muito grande para a sua família. Até para ele acertar a sua vinda para o Santa Cruz existia um quadro de estabilidade com a Renata, mas infelizmente na última semana existiu um cansaço, mas estava fazendo os exames de praxe e foi constatado a possibilidade de uma cirurgia, que demandava atenção, mas longe de imaginar o que aconteceu. A gente se coloca à disposição do nosso treinador para que ele fique com a cabeça focada na sua família, o grupo também tem esse entendimento", disse o presidente.

"Três dias de luto. E também queria aproveitar o momento para me solidarizar com o nosso atleta Tinga, que acabou de perder o seu pai. Estava entubado e lutando contra a covid-19. Tivemos essa notícia agora. Um dia muito triste para o clube. E cabe a nós, ao clube, se solidarizar com o nosso atleta Tinga e com o nosso treinador Marcelo", encerrou.

 

Mais Lidas