COLETIVA

'Tecnicamente foi a pior partida do Náutico sob o comando de Hélio', avalia auxiliar técnico


Marcelo Rocha reconhece que a equipe alvirrubra deixou a desejar na derrota para o Confiança

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 04/01/2021 às 23:12
 Foto: Luiz Neto/ Confiança
FOTO: Foto: Luiz Neto/ Confiança
Leitura:

Substituindo Hélio dos Anjos (testado positivo para a covid-19) à beira do gramado na derrota para o Confiança, o auxiliar técnico Marcelo Rocha não ficou nenhum pouco satisfeito com a atuação do Náutico. Não somente pelo placar de 2x0, mas, principalmente, pela performance dos jogadores alvirrubros. Para o assistente timbu, essa foi a pior atuação do time sob o comando de Hélio.

"Nós trabalhamos 10 dias para esse jogo. Os jogadores estavam sabendo tudo o que tinha de fazer para ter um bom resultado. Mas, tecnicamente, essa foi a pior partida do Náutico no comando de Hélio (dos Anjos). Vamos passar para os jogadores tudo o que eles deixaram de fazer em campo. A cobrança vai existir porque deixamos a desejar nesse jogo. Não podemos lamentar (a derrota), já passou... Agora é se reerguer e ir para o jogo da vida contra o Paraná", avaliou Marcelo Rocha.

O Timbu recebe o Paraná na sexta-feira (8), às 19h15, no estádio dos Aflitos, na abertura da 33ª rodada da Segundona. Para esse confronto, Hélio dos Anjos terá três desfalques no setor defensivo: os laterais Hereda e Kevyn receberam o terceiro cartão amarelo, enquanto que o zagueiro Rafael Ribeiro foi expulso contra o Confiança - os três cumprem suspensão automática.

Confira a entrevista de Marcelo Rocha


Mais Lidas