Náutico fica no empate em 0x0 com o líder América-MG, que conquista o acesso à Série A

Com o ponto conquistado nos Aflitos, Náutico permanece na 15ª colocação e a equipe mineira volta à Primeira Divisão

SÉRIE B
Náutico fica no empate em 0x0 com o líder América-MG, que conquista o acesso à Série A

Náutico e América-MG ficam no empate, no estádio dos Aflitos - Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem

Filipe Farias | Twitter: @_filipefarias

Mesmo encarando o líder da Série B, o Náutico não se intimidou diante do América-MG, buscou jogar de igual para igual, criou oportunidades, mas acabou ficando no 0x0, nesta terça-feira (12), no estádio dos Aflitos, pela 34ª rodada da competição. Com o empate, a equipe alvirrubra segue na 15ª posição, agora com 39 pontos. Já o Coelho, com o ponto conquistado, assegurou o acesso com quatro rodadas de antecedência.

O Timbu volta a campo no próximo domingo (17), quando encara a Ponte Preta, às 16h, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 35ª rodada da Segundona.

O JOGO

Mesmo buscando por objetivo distintos na Série B, a vontade de Náutico e América-MG de conquistar a vitória era a mesma. E essa disposição pôde ser vista dentro de campo. As duas equipes iniciaram a partida buscando o gol sem a menor cerimônia. Já nos minutos iniciais, ambos os times se aventuraram no ataque querendo sair na frente do placar.

Logo aos oito, o atacante Ademir recebeu em profundidade pela esquerda e sem timidez, soltou um chute cruzado, colocando Anderson para trabalhar, espalmando para longe. A resposta alvirrubra foi imediata. No minuto seguinte, a bola foi lançada em direção a meta do América-MG e sobrou para Kieza sair de cara com Matheus Cavichioli; mas, ao invés de finalizar, ele driblou o goleiro do América-MG e acabou ficando sem ângulo. Com isso, o camisa 9 tocou para trás buscando Jean Carlos, que acabou chutando em cima da zaga americana.

A partida nos Aflitos seguia sendo disputada de forma aberta, com as duas equipes se alternando no ataque, mas sem jogadas tão incisivas. Felipe Augusto, pelo América-MG, tentou incomodar Anderson aos 17 minutos; enquanto que Erick fez o mesmo aos 20, pelo Náutico, obrigando Matheus Cavichioli a defender um arremate de fora da área.

Da metade para o final do primeiro tempo, o duelo ficou mais disputado, mais físico e, com isso, algumas jogadas ríspidas começaram a surgir, com o árbitro gaúcho Douglas Schwengber da Silva tendo de aparecer mais no jogo, paralisando muitas vezes para marcar infrações.

A melhor chance da primeira parte do confronto foi alvirrubra. Aos 42, após cobrança de escanteio, o centroavante Kieza subiu mais do que a marcação, aproveitou a saída errada de Matheus Cavichioli, e cabeceou para o gol. Pra sorte do América-MG, a bola passou por cima da meta e saiu em tiro de meta.

Na volta para a etapa complementar, o América-MG já buscou intimidar os donos da casa de cara. Aos quatro minutos, o atacante Alê carrega a bola no setor ofensivo e disparou um arremate de média distância, no cantinho, mas o goleiro Anderson estava atendo e conseguiu fazer a interceptação.

Com a mesma tônica do primeiro tempo, pernambucanos e mineiros buscavam propor o jogo, mas com muita disputa dentro das quatro linhas. Aos 26, foi a vez do Timbu levar perigo... Com bola alçada na área buscando Kieza, que consegue fazer o desvio de cabeça, mas não deu uma direção precisa e a bola saiu pela linha de fundo.

Na reta final o Náutico buscou imprimir uma última tentativa de surpreender o América-MG. Aos 47, Kieza disparou em contra-ofensiva pela direita, rolou para Ruy na entrada da área, mas, ao invés de arriscar o chute, o meia tocou para Jorge Henrique que infiltrava com liberdade dentro da área e na hora do chute, acabou mandando em cima de Matheus Cavichioli.

Com isso, a partida terminou empatada no 0x0. E o América-MG conquistou o acesso de forma antecipada.

Ficha do jogo

NÁUTICO

Anderson; Bryan, Rafael Ribeiro, Camutanga e Kevyn; Rhaldney, Renan Foguinho (Jhonnatan) e Jean Carlos (Ruy); Dadá Belmonte (Jorge Henrique), Erick e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

AMÉRICA-MG

Matheus Cavichioli; Daniel Borges (Joseph), Messias, Anderson e João Paulo (Lucas Luan); Zé Ricardo, Juninho (Marcelo Toscano) e Felipe Augusto (Neto Berola); Ademir (Léo Passos), Alê e Rodolfo. Técnico: Lisca.

Local: estádio dos Aflitos, no Recife (PE).
Árbitro: Douglas Schwengber da Silva (RS).
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Andre da Silva Bitencourt (RS).
Cartões amarelos: Camutanga, Kevyn, Rhaldney, Jhonnatan (NAU) e João Paulo, Ademir e Neto Berola (AME)

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.