Com eleição adiada, Barcelona não deve ir ao mercado em janeiro

Técnico Ronald Koeman diz que clube não deve trazer reforços

SEM REFORÇOS
Com eleição adiada, Barcelona não deve ir ao mercado em janeiro

Técnico Ronald Koeman disse que Barcelona não deve contratar nenhum na janela de transferências - Foto: Reprodução do Twitter/ Barcelona

Agência Brasil

O Barcelona não deve fazer nenhuma aquisição e nem perder jogadores durante a janela de transferências de janeiro por causa do adiamento da eleição presidencial do clube, disse o técnico Ronald Koeman neste sábado (16).

A eleição foi remarcada de 24 de janeiro para 7 de março por causa do aumento dos casos de coronavírus na região da Catalunha, o que significa que não haverá um conselho permanente instalado para sancionar quaisquer movimentações do clube durante esta janela de transferência. “Já ouvi todo tipo de coisa, que, aparentemente, estou chateado, infeliz e preocupado”, disse Koeman em entrevista coletiva.

“Devo salientar que estou bem e feliz. Sei quais são as limitações financeiras do clube. Se não for possível contratar, que assim seja. Vamos seguir em frente com o que temos”, declarou.

Eric Garcia, do Manchester City, tem sido um nome fortemente ventilado como potencial reforço da agremiação catalã, e Koeman também admitiu que o goleiro reserva Neto quer sair. “Atletas jovens podem buscar mais tempo de jogo em outro clube, e assim evoluir, mas o caso do Neto é outro”, afirmou.

“O agente dele pediu ao clube a liberação do atleta, mas dissemos que não. Ele é um goleiro importante para nós e queremos ter todas as posições devidamente cobertas”, disse o técnico.

CANDIDATOS

O ex-presidente Joan Laporta, o empresário Victor Font e o ex-diretor Toni Freixa são os três candidatos à eleição, que busca um sucessor à cadeira presidencial após a renúncia de Josep Maria Bartomeu, em outubro passado.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.