APROVADAS

Aprovadas nos testes físicos, brasileiras serão as primeiras mulheres a apitarem um jogo masculino em competição Fifa


Edina Alves e Neuza Back serão as representantes da arbitragem brasileira no Mundial de Clubes da Fifa 2020

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 18/01/2021 às 18:37
Reprodução do Twitter / CBF
FOTO: Reprodução do Twitter / CBF
Leitura:

As representantes da arbitragem brasileira no Mundial de Clubes da Fifa 2020, a árbitra Edina Alves e a assistente Neuza Back, concluíram os testes físicos antes da competição que vai ocorrer no mês de fevereiro, no Catar. A avaliação foi feita no Complexo Esportivo Doutor Nicolino de Lucca, em Jundiaí, com mais de uma hora de provas intensas. Ao final, as duas foram aprovadas e serão as as primeiras mulheres a comandar um jogo masculino em uma competição da FIFA profissional.

 

"É o maior desafio da nossa carreira. É a primeira vez que vai ter mulher no evento adulto, a gente precisa ir lá e corresponder para que essa porta fique aberta", destacou a árbitra assistente Neuza Back. "Eu e Edina sempre pedíamos para ir em competições masculinas internacionais. Agora está chegando essa oportunidade. Precisávamos passar no teste físico, porque não passasse não ia. E, agora que passamos, dá para comemorar que a gente vai", concluiu.

SONHO REALIZADO

Já a árbitra Edina Alves confessou estar realizando um sonho profissional. "Felicidade imensa em poder representar o nosso país. Eu tenho um orgulho muito grande de representar o Brasil em eventos da FIFA, da Conmebol e quero desempenhar um bom trabalho. Porque nós tivemos grandes árbitros em competições da FIFA e da Conmebol e não quero decepcionar eles, nem a minha família", afirmou.


Mais Lidas