BRASILEIRÃO

Sport não segura o Corinthians e perde a terceira seguida na Série A


Time leonino acabou sendo derrotado por 3x0 pelos corintianos, na Neo Química Arena

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 21/01/2021 às 22:53
Gustavo Amorim/ Sport
FOTO: Gustavo Amorim/ Sport
Leitura:

O Sport vai se complicando cada vez mais na reta final da Série A. O time rubro-negro não foi páreo para o Corinthians e acabou sendo derrotado por 3x0, nesta quinta-feira (21), na Neo Química Arena, pela 31ª rodada da Série A. Os gols da vitória corintiana foram marcados por Gustavo Silva, Mateus Vilar e Jô.

Esse foi o terceiro revés consecutivo do time leonino na competição e, com isso, volta a rondar a zona do rebaixamento. Os rubro-negros seguem com 32 pontos, mas caíram duas posições e agora ocupa a 16ª colocação e com a mesma pontuação do Vasco (17º), mas que tem um jogo a menos.

O Leão volta a campo agora no próximo domingo (24), quando recebe na Ilha do Retiro a equipe do Bahia (em confronto direto na briga pela rebaixamento), às 18h15, pela 32ª rodada do Brasileirão.

O JOGO

Quem esperava que o Sport iria se intimidar diante do Corinthians, em sua Arena, se enganou. O confronto iniciou bastante movimentado, com as duas equipes trocando passes e acelerando as jogadas - os paulistas com uma moderada superioridade.

Apesar de em nenhum momento os dois times abdicarem do jogo, poucas jogadas claras de gol eram criadas. A primeira chance efetiva só ocorreu aos 28 minutos, quando Gustavo Silva acabou se aproveitando de um duplo escorregão e Raul Prata e Adryelson, invade a área com liberdade, mas na hora do arremate acaba chutando fraquinho, no meio do gol, facilitando a defesa de Luan Polli.

Se na primeira oportunidade Gustavo Silva desperdiçou, na segunda ele foi fatal. Aos 33 minutos, Fagner virou o jogo da direita para a esquerda. Mateus Vital mata a bola no peito com categoria e parte pra cima da marcação rubro-negra. Fábio Santos passa em disparada pelo corredor e abre espaço na zaga. Com isso, Mateus Vital corta pra dentro e busca Cazares na entrada da área. O meia equatoriano recebe e dá uma linda assistência entre os zagueiros do Sport para Gustavo Silva entrar na área e finalizar por baixo de Luan Polli e abrir o placar: 1x0.

Nesse momento, o Corinthians já se apresentava melhor em campo e não proporcionava espaços para os rubro-negros se aventurarem no setor ofensivo. E, quando achavam, a jogada foi impugnada por posição em impedimento, quando Sander finalizou por cima da meta de Cássio, aos 36, após cobrança de escanteio de Thiago Neves - o lateral leonino estava à frente.

No último minuto do tempo regulamentar, Camacho ainda acertou um chutaço de fora da área, no canto direito de Luan Polli, que teve de ser ágil para chegar na bola e espalmar para o lado, afastando o perigo.

Na volta para o segundo tempo, os corintianos voltaram ligados. Maidana, nem tanto. Logo no primeiro minuto, o zagueiro leonino vacilou na saída de bola e deixou Mateus Vital recuperar a bola. O meia-atacante avançou na jogada e, mesmo cercado por quatro rubro-negros, conseguiu finalizar de fora da área e mandar a bola no cantinho de Luan Polli: 2x0.

O gol relâmpago sofrido de alguma forma acordou os jogadores do Sport, que perderam o receio de atacar e passaram a arriscar mais. Em apenas dois minutos, o time leonino arriscou dois chutes perigosos. Aos sete, Patric acerta um forte chute, colocando Cássio para trabalhar e espalmando para o lado. No minuto seguinte, Thiago Neves recebe passe na entrada da área e dispara um arremate com a bola passando rente a trave esquerda corintiana.

O Timão devolveu na mesma moeda e, em dois minutos, dois lance de perigo. Aos 17, Cazares recebe de Gustavo Silva e acaba mandando a bola pra fora. Na jogada seguinte, o equatoriano achou Mateus Vital que finalizou buscando o canto, mas Luan Polli estava esperto e fez a interceptação.

O Sport buscava pressionar a saída de bola corintiana. Aos 28, Sander conseguiu interceptar um passe adversário, avançou e rolou para Bruninho encarar a marcação e disparar uma bomba de dentro da área, mas Cássio conseguiu fazer a defesa no reflexo e afastou o perigo.

Mesmo com os visitantes buscando diminuir o placar, o Corinthians não se afobava e seguia trocando passes com tranquilidade. Aos 34, toque de bola na intermediária rubro-negra, Fagner fez as vezes de um meio-campista e, da entrada da área, deixou Jô na cara do gol. O centroavante finalizou fraco de perna direita, mas Luan Polli espalmou pra frente. Na volta, agora com a perna boa, a esquerda, Jô não perdoou e ampliou o marcador: 3x0.

O placar se manteve inalterado até o apito final e o Corinthians concretizou a boa vitória.

Ficha do jogo

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Jemerson e Fábio Santos; Camacho, Ramiro (Xavier) e Cazares; Gustavo Silva (Léo Natel), Mateus Vital (Everaldo) e Jô. Técnico: Vagner Mancini.

SPORT

Luan Polli; Raul Prata (Ewerthon), Maidana, Adryelson e Sander; Marcão (Gustavo), Ronaldo Henrique (Bruninho) e Betinho (Ricardinho); Thiago Neves, Patric e Dalberto (Mikael). Técnico: Jair Ventura.

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP).
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau (ambos do RS)
Gols: Gustavo Silva, aos 33 do 1º tempo. Mateus Vital, com um minuto, e Jô, aos 34, do 2º tempo.
Cartão amarelo: Léo Natel (COR).


Mais Lidas