Após superar drama no nascimento, filho de Victor Rangel agora luta para vencer a covid-19

O atacante do Santa Cruz revelou à reportagem da Rádio Jornal que o pequeno Miguel se recupera bem das cirurgias no esôfago, mas que foi infectado pelo coronavírus

SUPERAÇÃO
Após superar drama no nascimento, filho de Victor Rangel agora luta para vencer a covid-19

O pequeno Miguel, filho de Victor Rangel, nasceu com má formação no esôfago e agora luta contra a covid-19 - Foto: Arquivo pessoal

Filipe Farias | Twitter: @_filipefarias

Depois de nascer com uma atresia do esôfago, uma má formação que impede que o bebê se alimente, e ficar mais de dois meses numa UTI (Unidade de Terapia Intensiva) lutando para viver e sendo submetido a duas cirurgias, Miguel, filho do atacante Victor Rangel, está enfrentando mais uma batalha. Logo após a partida contra o Itabaiana, o autor dos dois gols do Tricolor do Arruda conversou com o repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, e relatou mais um drama que o seu caçula está atravessando.

"Ele (Miguelzinho) está evoluindo bastante, mas estou triste. Nos últimos três dias, ele voltou a ser internado pois ficou com dificuldade de respirar e com tosse. Minha esposa me contou que ele testou positivo para a covid-19. As crianças reagem de maneira mais fraca. Ele passa bem e se recupera, mas está internado há três dias. Tenho fé que ele vai se recuperar. Ele já provou que é muito guerreiro e vai sair de mais essa", desejou Victor Rangel.

Além do seu filho caçula, a sua outra filha (Valentina) também acabou se infectando com o coronavírus. "Minha filha também está (com covid) e acaba que espalha para a família e gera essa preocupação, pois meus pais já têm uma idade. A gente torce para isso passar lofo para ficar tudo resolvido. Milhares de pessoas perderam vidas, então, isso assusta um pouco. Mas a gente torce para ficar tudo bem", declarou o camisa 11.

FUTURO

Com contrato até o começo de fevereiro, Victor Rangel ainda não sabe se vai seguir no Santa Cruz. "Meu futuro ainda não sei. Contrato finaliza agora e, enquanto tiver vínculo, vou honrar a camisa do Santa Cruz. É o clube que abriu as portas para mim. Todos sabem do momento ruim que passei aqui e me sinto recuperado e dando a volta por cima. Está tudo em aberto e depende da eleição. Fica difícil dar esse passo", explicou o atacante.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.