Sport perde para o Atlético-MG, mas assegura permanência na Série A

Time rubro-negro foi derrotado por 3x2 e se livrou matematicamente do rebaixamento graças ao empate do Vasco com o Corinthians

SÉRIE A
Sport perde para o Atlético-MG, mas assegura permanência na Série A

Sport acabou sendo derrotado pelo Atlético-MG, na Ilha do Retiro - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem

Filipe Farias | Twitter: @_filipefarias

O Sport é Primeira Divisão. Mesmo fazendo uma partida eficiente, o time-negro não conseguiu bater o Atlético-MG e acabou sendo derrotado por 3x2, neste domingo (21), no estádio da Ilha do Retiro, pela 37ª rodada da Série A. Apesar do revés, o Leão garantiu matematicamente a sua permanência na elite do futebol brasileiro na temporada 2021, graças ao empate do Vasco com o Corinthians. Os gols da partida foram marcados por Dalberto e Thiago Neves para o Sport, enquanto Jair, Rafael Thyere (contra) e Marrony fizeram para time mineiro.

A equipe leonina segue na 14ª colocação, com 42 pontos, e não pode mais ser alcançada pelo Vasco, que com o ponto conquistado está na 17ª posição, com 38 pontos, e só pode chegar aos 41 pontos caso vença a última rodada.

A despedida do Leão na Série A 2020 será contra o Athletico-PR, na próxima quinta-feira (25), às 21h30, pela 38ª rodada, na Arena da Baixada, com o time pernambucano ainda sonhando com uma vaga na Copa Sul-Americana

O JOGO

Mesmo entrando em campo com esquema tático mais cauteloso, com três zagueiros e cinco homens no meio de campo, a postura inicial do Sport não foi tão defensiva assim. Com a formação escolhida por Jair Ventura, os laterais Patric e Júnior Tavares se transformaram em alas e tiveram mais liberdade para atacar.

Porém, bastou uma bobeada leonina para o Atlético-MG abrir o placar. Aos seis, o lateral-esquerdo Guilherme Arana arriscou chute na diagonal, Luan Polli espalmou para o lado e, no rebote, o volante Jair só teve o trabalho de empurrar pras redes: 0x1.

Com o gol sofrido, o Sport passou a arriscar mais no setor ofensivo, mas sem desguarnecer a defesa. Aos 12, Ronaldo Henrique acertou um longo lançamento para Patric, que partiu em disparada pela direita... O lateral aproveitou o quique da bola e acertou um chute cruzado na diagonal direita de grande área, mas a bola passou raspando a trave de Everson. Quase o empate leonino.

Fazendo jus a sus superioridade técnica, o Galo conseguia chegar com mais facilidade na meta rubro-negra, incomodando Luan Polli. Aos 18, Savarino fez jogada com Eduardo Sasha e chutou forte para a defesa do goleiro leonino em dois tempos. As principais jogadas do Sport eram pelo lado direito, com Patric. E a resposta foi imediata. Aos 22, o capitão rubro-negro recebeu passe de Dalberto e, na tentativa de cruzar na área, acabou colocando efeito na bola e ela caiu na malha superior da meta de Everson, dando enorme susto no goleiro atleticano.

Com o desenrolar da partida, ficava claro que as principais jogadas do Sport seriam pelos lados do campo. Aos 32, desta vez, o Leão desceu pela esquerda com Marquinhos, que viu Júnior Tavares passando pelo corredor e tocou... O lateral-esquerdo acertou um cruzamento primoroso para Dalberto que emendou um chute de primeira para estufar as redes: 1x1.

A partida ficou aberta, com as duas equipes não se furtando de atacar. Aos 35, Marquinho foi lançado e partiu livre de encontro com o goleiro Everson, entrou na área, mas demorou para finalizar e foi travado pelo lateral Guga. Na sequência da jogada, o Atlético-MG contra-atacou pela direita, Savarino foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para Eduardo Sasha finalizar e Luan Polli fazer grande defesa.

Aos 39 minutos, o time mineiro fez uma jogada de futevôlei. Allan inverteu o jogo da esquerda para direita... O lateral Guga, de entro da área, mandou um passe de peito para Savarino cabecear e a bola passar raspando a trave direita de Luan Polli.

Na volta da segunda etapa, o Atlético-MG buscou imprimir uma pressão inicial em busca de desempatar o placar. Aos dois, Calebe recebe passe de Guilherme Arana e, de dentro da área, chutou rasteiro obrigando Luan Polli a expulsar para escanteio. O Galo não diminuiu o ritmo e, rapidamente, conseguiu o seu objetivo - com uma ajudinha rubro-negra. Aos quatro, Guilherme Arana arriscou chute de fora da área, Rafael Thyere tentou afastar e acabou mandando para a própria meta: 1x2.

O Sport parece que retornou para a etapa complementar desconcentrado e, por pouco, não viu o time mineiro ampliar o marcador. Aos nove, Rafael Thyere recuou bola quicando para Luan Polli, que ao tentar o chute, acabou não pegando em cheio e mandou a bola para Keno. A sorte leonino é que o atacante dominou mal e proporcionou a chance de Polli se jogar para defender.

Passado o susto inicial, o time leonino começou a se organizar em campo e, consequentemente, criar oportunidades. Aos 30, Patric lança Thiago Neves pela esquerda, o meia domina, levanta a cabeça e cruza para o próprio Patric dominar na entrada da área, puxar pra perna esquerda e chutar forte, mas o goleiro Everson estava bem posicionado e defendeu firme.

Ainda teria tempo do gol de empate do Sport. Aos 36, Thiago Neves lança bola na área, Marrony tenta proteger a bola e acertou o braço no rosto de Patric. O juiz Rodolpho Toski Marques não viu a jogada na hora, mas, quando a bola saiu, foi chamado pelo VAR. Após rever a imagem, assinalou o pênalti. Thiago Neves foi para a cobrança, aos 41, e marcou: 2x2.

O Atlético-MG ainda conseguiu mais um gol, aos 52 minutos, em um arremate de fora da área: 2x3.

Mesmo com a derrota, a equipe rubro-negra assegurou matematicamente a sua permanência na Primeira Divisão.

Ficha do jogo

SPORT

Luan Polli; Adryelson, Rafael Thyere e Chico (Ewerthon); Patric, Marcão (Luciano Juba), Ronaldo Henrique (Márcio Araújo), Thiago Neves e Júnior Tavares; Marquinhos (Gustavo) e Dalberto (Pedrão). Técnico: Jair Ventura.

ATLÉTICO-MG

Everson; Guga, Réver, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Jair (Zaracho), Allan e Calebe (Franco); Savarino, Keno (Marrony) e Eduardo Sasha (Vargas). Técnico: Jorge Sampaoli.

Local: estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR).
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR).
Gols: Jair, aos seis, e Dalberto, aos 32 minutos do 1º tempo. Rafael Thyere (contra), aos quatro, Thiago Neves, aos 41, e Marrony aos 52 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Ronaldo Henrique, Marcão, Dalberto (SPO) e Eduardo Sasha, Guilherme Arana, Marrony (ATL).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.