prisão

Juíza revela sentença e Robinho é condenado a 9 anos de prisão pela Justiça da Itália


Os advogados de Robinho devem entrar com pedido de recurso na Corte de Cassação, que é a terceira instância italiana

Com informações do Uol
Com informações do Uol
Publicado em 09/03/2021 às 16:32
Divulgação/Santos
FOTO: Divulgação/Santos
Leitura:

O jogador Robinho, ex-Seleção Brasileira, teve a condenação em segunda instância confirmada pela corte de apelação da Justiça italiana. O jogador e o amigo dele, Ricardo Falco, foram condenados a nove anos de prisão por estupro coletivo de uma jovem albanesa na madrugada de 22 a 23 de janeiro de 2013. O caso aconteceu em uma boate de Milão. Na época, o brasileiro Robinho atuava pelo Milan.

Em contato com o portal Uol, a defesa do jogador afirmou que vai entrar com pedido de recurso na Corte de Cassação, que é a terceira instância italiana.

juíza diz que vítima foi humilhada e usada

A sentença de condenação foi proferida em dezembro do ano passado, mas o texto veio a público nesta terça-feira (09). De acordo com a juíza italiana Francesca Vitale, que presidiu o julgamento, "a vítima foi humilhada e usada pelo jogador e seus amigos para satisfazer seus instintos sexuais".

A partir deste momento, a defesa de Robinho têm 45 dias para recorrer da decisão. Vale lembrar que só a partir da última instância o jogador pode ser considerado culpado, segundo a Justiça italiana.

Relembre o caso

De acordo com a sentença de primeira instância da Justiça, Robinho, Ricardo Falco e outros quatro brasileiros participaram do estupro coletivo. Na ocasião, a vítima comemorava o aniversário de 23 anos. Como Robinho e Falco estavam na Itália, foram ouvidos e notificados de que seriam processados pela Justiça. Os outros quatro que teriam participado do crime não se encontravam no país no momento da conclusão das investigações.


Mais Lidas