CAMPEONATO PERNAMBUCANO

Santa Cruz e Sport ficam no empate no primeiro Clássico das Multidões da temporada


Os dois atacantes das equipes foram os autores dos gols da partida

Publicado em 14/03/2021 às 17:48
Reprodução/Rádio Jornal
FOTO: Reprodução/Rádio Jornal
Leitura:

No primeiro Clássico das Emoções da temporada o empate prevaleceu. Em dois tempos distintos, o 1x1 foi o resultado mais justo pelo que aconteceu no Arruda. O Sport acabou dominando a primeira etapa, onde saiu vitorioso com o gol de Mikael, e o Santa Cruz empatou na segunda metade, com o atacante Pipico.

Agora as duas equipes voltam suas atenções para outras competições. Na próxima quarta-feira, o Santa Cruz entra em campo contra o Ypiranga-AP, pela Copa do Brasil. Também na quarta, o Sport entra em campo contra o 4 de Julho, pela Copa do Nordeste.

Ouça os gols da partida na voz de Alexandre Costa, o Explosão do Escrete

O jogo

O Clássico das Multidões entre Santa Cruz e Sport começou sem muita criatividade de suas equipes. O Sport teve um pouco mais de posse de bola e tentava um pouco mais que o Santa Cruz, mas a primeira oportunidade foi da equipe Tricolor. Com uma enfiada de bola pela ponta esquerda, Felipe Almeida achou Léo Gaúcho nas costas da defesa, o atacante, cercado pela zaga do leonina, finalizou sem perigo. Aos 13 minutos, Ronaldo fez um ótimo lançamento para Sander que balançou as redes. No entanto, o auxiliar marcou um impedimento que não existiu, anulando o gol do Sport de forma errada.

Com o passar do tempo, a equipe do Santa Cruz começou a errar bem mais na partida e em um desses erros saiu o gol do Sport. Aos 30 minutos, a zaga da equipe Coral errou na saída de bola, o lateral-direito Patric acertou o passe para Mikael, que se desvencilhou de William Alves e acertou um belo chute abrindo o placar no Arruda.

 

Com o placar aberto, o Santa Cruz, que já errava muito, passou a errar ainda mais com a pressão na saída de bola que o Sport passou a fazer. Com isso, o Leão impôs uma dominância que ainda não tinha acontecido na partida, até então. Apesar dessa superioridade, o placar foi mantido até o fim da primeira etapa.

Segundo Tempo

No segundo tempo, o técnico João Brigatti voltou com três mudanças no intervalo deixando claro que não gostou nada da atuação da equipe Tricolor. E nos primeiros minutos já deu para perceber uma mudança de atitude dos jogadores do Santa Cruz que tentavam se impor mais no jogo. Tanto que logo aos 10 minutos, Jair Ventura percebeu essa mudança de postura do seu adversário e promoveu suas primeiras duas mudanças para tentar controlar o ímpeto ofensivo do Santa.

Com as poucas opções para o setor de ataque do Sport, acabou que naturalmente as peças que entraram tinham um perfil mais voltado para o sistema defensivo. Por isso, o volume ofensivo do Santa Cruz foi maior, com muitas tentativas de bolas aéreas, mas a zaga rubro-negra conseguia afastar o perigo.

Mas uma hora, o maior defeito do Sport na temporada iria ter seu preço. Aos 38, em uma jogada pela esquerda, o lateral Eduardo cruzou a bola na cabeça de Pipico, que cabeceou para o fundo das redes, empatando a partida.

 

FICHA DO JOGO

Escalações:

Santa Cruz: Martín Rodríguez; Augusto Potiguar, William Alves, Célio Santos, Alan Cardoso; Elicarlos (Marcel), Caetano (Ítalo Henrique), Felipe Simplício (João Cardoso), Felipe Almeida (Pipico), Chiquinho; Léo Gaúcho. Técnico: João Brigatti.

Sport: Luan Polli; Patric, Adryelson, Rafael Thyere, Sander; Ricardinho, Ronaldo (Ítalo), Marcão, Matheusinho (Luciano Juba), Gustavo (Ewerthon); Mikael (Rodrigo). Técnico: Jair Ventura.

Gols: Mikael (30’/1ºT) e Pipico (38'/2ºT)

Cartões amarelos: Felipe Almeida, Felipe Simplício, João Cardoso (Santa Cruz) Patric (Sport);

Estádio: Arruda

Arbitragem: Deborah Cecília

Assistentes: Bruno Cesar Chaves Vieira e Karla Renata Cavalcanti de Santana

Competição: Campeonato Pernambucano - 3ª rodada


Mais Lidas