COPA DO BRASIL

Santa Cruz goleia o Ypiranga-AP e avança na Copa do Brasil


Tricolor venceu por 4x0, se classificou à segunda fase da competição nacional e embolsou premiação de R$ 675 mil

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 26/03/2021 às 17:22
divulgação/ Marcos Faria
FOTO: divulgação/ Marcos Faria
Leitura:

Uma vitória imponente. Na estreia da Copa do Brasil, o Santa Cruz não encontrou dificuldades para golear o Ypiranga-AP por 4x0, nesta sexta-feira (26), no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ), e avançou de fase na competição nacional. Os gols da partida foram marcados por Pipico (2x), Alan Cardoso e Chiquinho.

Com a vitória, o Santa Cruz avança à segunda fase, embolsa a premiação de R$ 675 mil e agora encara a equipe do Cianorte, no Paraná. Nessa fase da competição, não tem vantagem: quem vencer avança e se for empate a decisão vai para os pênaltis.

O JOGO

Apesar de jogar com a vantagem do empate para avançar de fase na Copa do Brasil, o Santa Cruz não entrou em campo buscando atuar com o regulamento debaixo do braço. Pelo contrário. Aproveitando a sua superioridade técnica, o Tricolor buscou se impor em cima do Ypiranga-AP desde os minutos iniciais. Com posse de bola e troca de passes, os comandados do técnico João Brigatti ia impondo o seu ritmo e descobrindo os caminhos para chegar ao gol adversário.

Visivelmente, o Santa Cruz encontrava bastante facilidade pelo lado esquerdo do campo, com a boa tabelinha entre Chiquinho e Alan Cardoso. Os dois iam se entendendo bem pelo setor e abriam os espaços necessários para abrir o placar.

Aos 13, o camisa 10 tricolor cobrou falta lateral de forma ensaiada, rolando para Madson receber livre na direita e cruzar a meia altura... Pipico se jogou na bola, mas não conseguiu chegar na jogada. Ainda assim, a bola passou raspando a trave do goleiro Pezão.

O Santa Cruz trabalhando a bola como queria. Aos 18, Karl conseguiu roubar a bola no meio de campo e rolou para Chiquinho aberto na esquerda. O meia aproveitou a liberdade para cruzar com perfeição na cabeça de Pipico, que sobe sem marcação, mas cabeceia para fora. Grande chance desperdiçada.

Pelo lado da equipe amapaense, o Ypiranga não conseguia penetrar na defesa coral e tentava incomodar com os arremates de longa distância, mas todas tentativas sem perigo a meta de Jordan.

Sem ser incomodado, a Cobra Coral já fazia por merecer o primeiro gol. Aos 32, por sua vez, esse gol surgiu. Apesar de o Santa levar mais perigo pela esquerda, o gol saiu pela direita. Karl recebeu bola no setor ofensivo, rolou para Chiquinho que se recebeu na entrada da área... Como setor estava bem congestionado, o meia abriu para Italo Melo que passava em ultrapasse pela direita. O zagueiro improvisado na lateral cruzou rasteiro, a zaga do Ypiranga não cortou e Pipico só teve o trabalho de empurrar pras redes: 1x0.

Após o gol marcado, o Tricolor seguia imprimindo um ritmo forte para ampliar o marcar. O objetivo foi alcançado ainda no primeiro tempo. Aos 43, Chiquinho articulou jogada pelo meio de campo, tocou para Pipico que viu Alan Cardoso partindo em disparada por trás da zaga do Ypiranga e acertou um belo lançamento no ponto futuro, deixando o lateral coral de frente com o goleiro Pezão para marcar o segundo: 2x0.

Na volta da etapa complementar, o Ypiranga até que esboçou uma tentativa de avançar suas linhas e se aventurar no ataque, colocando Jordan para fazer a sua primeira defesa após uma cobrança de falta. Mas a mudança de postura dos amapaenses pararam por aí. Logo o Santa Cruz retomou as rédeas da partida. Aos 10, Karl teve uma excelente oportunidade na meia lua da grande área e chutou forte, mas a bola passou raspando a trave direita de Pezão.

Quem também desperdiçou uma boa chance foi Chiquinho, aos 14, quando recebeu passe de Pipico dentro da área e arriscou um arremate colocado, com muita precisão, mas, por capricho, a bola saiu pela linha de fundo.

A essa altura, o Tricolor era senhor das ações e o terceiro gol era uma questão de tempo. Aos 24, Marcelo puxou contra-ataque e rolou para Pipico na direita... O centroavante avançou com liberdade e chutou cruzado, sem chances para Pezão: 3x0.

Completamente abatido, o Ypiranga era uma presa fácil para a ofensiva coral. Aos 30, novamente o garoto Marcel desceu pela direita, cruzou bola na área, Maxwell dominou para Pipico, que preferiu rolar para trás pra Chiquinho chutar rasteiro e marcar o seu 4x0.

Com a goleada concretizada, o Santa Cruz passou a administrar as ações e sustentou o placar até o apito final. Com a vitória, agora, a equipe coral enfrenta o Cianorte na segunda fase.

Ficha do jogo

YPIRANGA-AP

Pezão; Nadson (Fábio Mucajá), João, Davi e Daniel (Willian Afuá); Nildon (Márcio Jarí), Sandro (Feijão) e Rai; Denilson, Tinho Jarí (Batata) e Tíquel. Técnico: Vitor Jaime.

SANTA CRUZ

Jordan; Italo Melo (Marcel); William Alves, Júnior Sergipano e Alan Cardoso (Eduardo); Caetano (Léo Gaúcho), Karl (Elicarlos) e Chiquinho; João Cardoso (Maxwell), Madson e Pipico. Técnico: João Brigatti.

Local: estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO).
Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Tiago Gomes da Silva (ambos de GO).
Gols: Pipico, aos 32; e Alan Cardoso, aos 43 do 1º tempo. Pipico, aos 24; Chiquinho, aos 30, do 2º tempo.
Cartões amarelos: Willian Afuá (YPI) e Italo Melo (STA).


Mais Lidas