Sport goleia o líder Náutico no encerramento da primeira fase do Pernambucano

Time rubro-negro bateu o Timbu por 3x0 e garantiu a segunda colocação e a vaga direto nas semifinais do Estadual

PERNAMBUCANO
Sport goleia o líder Náutico no encerramento da primeira fase do Pernambucano

Sport vence o Náutico por 3x0, na Ilha do Retiro - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem

Rádio Jornal

Uma vitória expressiva. Sem se importar de encarar o líder do Campeonato Pernambucano, o Sport goleou o Náutico por 3x0, neste domingo (2), no estádio da Ilha do Retiro, no encerramento da primeira fase do Estadual. Os gols da partida foram marcados por Neilton, Ronaldo Alves (contra) e Adryelson.

Com a vitória, os rubro-negros chegaram aos 20 pontos, asseguraram a segunda colocação e, consequentemente, a vaga direto nas semifinais; assim como os alvirrubros, que já estavam classificados de forma antecipada na primeira posição.

Na partida única da semifinal, o Náutico (1º) vai enfrentar o ganhador de Santa Cruz (4º) x Afogados (5º), enquanto que o Sport (2º) vai encarar o vencedor de Salgueiro (3º) x Vera Cruz (6º).

O JOGO

Apesar de Sport e Náutico chegarem na última rodada da primeira fase do Pernambucano sem muitas pretensões, as duas equipes começaram o clássico com muita intensidade ofensiva. Logo no primeiro minuto, Kieza já saia cara-cara com Maílson, mas o bandeirinha Marcelino Castro marcou impedimento equivocadamente.

A resposta rubro-negra foi fatal. Aos quatro, após cobrança de escanteio de Sander, Ronaldo Alves afastou parcialmente a bola... No rebote, Maidana recuperou a posse e tocou para Neilton entrar na área pela esquerda e, ao invés de cruzar, soltou uma bomba no alto, sem chances para o goleiro Alex Alves: 1x0.

Sem se abatar, os alvirrubros imediatamente já procuraram se reorganizar em campo na busca do empate. Aos oito, o volante Marciel recebeu passe por dentro e, na liberdade que recebeu, arriscou um potente chute de média distância, o goleiro Maílson bateu roupa, mas conseguiu agarrar a bola na sequência, sem dar rebote para Kieza finalizar.

Atrás do placar, o Náutico passou a pressionar o Leão de forma consciente. Aos 16, após boa trama de Hereda, que lançou Jean Carlos à linha de funo, o meio-campista cruzou na medida para Bryan antecipar Patric e testar forte para a meta, mas Maílson estava bem posicionado e conseguiu impedir o gol espalmando para o lado.

Mesmo adotando uma postura mais compactada, o Sport conseguiu levar um novo perigo ao Timbu. Aos 27, após cobrança de escanteio e recuperar a segunda bola, os rubro-negros voltaram todo o jogo até Maílson para que os jogadores saíssem da condição de impedimento... O goleiro leonino, então, lançou em direção na esquerda ofensiva e a bola achou Adryelson (estava em condição normal). O zagueiro avançou e cruzou rasteiro para Mikael finalizar com precisão, mas a bola desviou na zaga alvirrubra e foi para escanteio.

Timidamente, a equipe rubro-negra voltava a investir no setor ofensivo. Aos 34, Sander cobrou escanteio e, após bate-rebate, Júnior Tavares finalizou de direita e a bola saiu pela linha de fundo, passando rente a trave direita de Alex Alves.

Sem deixar por menos, o Náutico mais uma vez voltou a incomodar Maílson através do potente chute de Marciel. Desta vez, aos 39, o volante timbu buscou um chute a meia altura, a bola desviou em Marcão, ganhou altura, mas Maílson se esticou toco para mandar para escanteio. Grande defesa.

Nos minutos finais da primeira etapa, os donos da casa conseguiram ampliar o placar, mas com uma ajuda alvirrubra. Aos 44, Neilton desceu pela esquerda, deu uma segurada na jogada e esperou a passagem de Sander para lançar... O lateral-esquerdo tentou o cruzamento rasteiro e a bola acabou desviando em Ronaldo Alves e morreu no fundo das redes, gol contra: 2x0.

O Sport já poderia matar o jogo nos primeiros minutos da etapa complementar. Aos quatro, Júnior Tavares tabelou com Mikael, recebeu passe na linha de fundo e cruzou tirando o peso da bola, na medida para Toró só testar pras redes, mas o atacante acabou cabeceando por cima da meta de Alex Alves.

Mesmo com o gol perdido por Toró, o terceiro gol leonino viria pelo alto. Aos nove, Patric cobrou falta lateral alçando bola pra área, Adryelson surgiu entre os zagueiro do Náutico e testou livre para ampliar o marcador: 3x0.

Nem mesmo o placar praticamente consolidado fez o Náutico abdicar de atacar. Aos 34, Giovanny foi lançado pela esquerda, se livrou da marcação e chutou colocado, esbarrando na boa defesa de Mailson, que mais uma vez impediu o gol alvirrubro.

Jogando na base do contra-ataque, o Sport conseguia incomodar os alvirrubros. Aos 36, Everaldo arrancou em disparada pela direita, chegou no campo ofensivo e abriu para Maxwell que esperava livre na esquerda... Ele dominou dentro da área, e finalizou forte de perna esquerda, colocando Alex Alves para trabalhar e evitar o quarto gol leonino.

Apesar da partida movimentada na reta final, o placar permaneceu inalterado e o Leão assegurou a vitória. 

Ficha do jogo

SPORT

Maílson; Patric, Maidana (Sabino), Adryelson (Rafael Thyere) e Sander; Marcão, Júnior Tavares e Thiago Lopes; Neilton (Maxwell), Toró (Everaldo) e Mikael (Tréllez). Técnico: Umberto Louzer.

NÁUTICO

Alex Alves; Hereda, Ronaldo Alves (Yago), Wagner Leonardo e Rafinha (Giovanny); Matheus Trindade, Marciel (Luiz Henrique) e Jean Carlos (Juninho Carpina); Erick (Paiva), Bryan e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).
Árbitro: Rodrigo José Pereira de Lima
Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré e César Pereira Leite.
Gols: Neilton, aos quatro, e Ronaldo Alves (contra), aos 44 do 1º tempo. Adryelson, aos nove do 2º tempo.
Cartões amarelos: Marcão, Mailson, Maidana, Neilton, Toró, Everaldo (SPO) e Ronaldo Alves, Luiz Henrique (NÁU).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.