Em jogo emocionante, Bahia derrota o Ceará nos pênaltis e conquista título da Copa do Nordeste

Tricolor de Aço venceu no tempo normal por 2x1 e, nas penalidades, bateu os cearenses por 4x2

COPA DO NORDESTE
Em jogo emocionante, Bahia derrota o Ceará nos pênaltis e conquista título da Copa do Nordeste

Bahia derrota o Ceará e conquista título da Copa do Brasil 2021 - Foto: Reprodução do Twitter/ Bahia

Rádio Jornal

Em uma partida emocionante na Arena Castelão, o Bahia venceu o Ceará por 2x1, neste sábado (9), e, nas cobranças de pênaltis, os baianos também derrotaram os cearenses por 4x2, conquistando o título da Copa do Nordeste 2021. Esse foi o quarto título do Nordestão conquistado pelo Tricolor de Aço.

Os gols do Bahia no tempo normal foram marcados por Rodriguinho e Gilberto, enquanto que Jael descontou para o Vozão. Nos pênaltis, Rodriguinho, Matheus Galdezani, Lucas Araújo e Conti (Thonny Anderson foi o único que desperdiçou) para os baianos; Lima e Fernando Sobral marcaram, mas Jorginho e Marlon perderam suas cobranças.

O JOGO

Mesmo com a vantagem construída do primeiro jogo da final, o Ceará começou a grande decisão da Copa do Nordeste pressionando o Bahia. Aproveitando por jogar em casa, na Arena Castelão, os cearenses já começaram em cima, buscando abrir o placar nos primeiros minutos. Aos oito, Vina cobrou escanteio, Oliveira cabeceou despretensiosamente, mas a bola foi no contrapé do goleiro Matheus Teixeira, que teve de voltar e se jogar pra espalmar para a linha de fundo.

As bolas do tiro esquinado estavam sendo uma boa arma para o Ceará no início do jogo. Aos 19, novamente Vina foi para a cobrança, mas, desta vez, bateu direto e quase faz olímpico... Obrigando Matheus Teixeira a fazer uma defesa providencial.

O Bahia respondeu aos 27, quando Matheus Dias recebeu na esquerda, driblou Gabriel Dias e chutou rasteiro... A bola desviou no zagueiro Messias e passou raspando a trave do goleiro Richard.

A partida ficou bastante agitada na reta final do primeiro tempo. Aos 38, Rodriguinho recebe passe de Daniel e chuta cruzado, mas a bola passa na frente da meta do Ceará e sai pela linha de fundo. No minuto seguinte, o Vozão respondeu num chute potente de Mendoza, que tinha o endereço do ângulo de Matheus Teixeira, mas acabou subindo um pouco e levou perigo.

O Bahia resolveu fazer uma blitz e colocar Richard pra trabalhar. Aos 40 minutos, Gilberto brigou pela posse de bola dentro da área, ganhou de Luiz Otávio e rolou pra Thaciano finalizar e o goleiro cearense defender... No rebote, Thaciano tentou novamente abrir o placar e, mais uma vez, parou em Richard.

No minuto seguinte foi a vez de Rodriguinho mais uma vez tentar colocar Bahia em vantagem, mas o seu chute acabou sendo interceptado por Richard, que conseguiu garantir o resultado de igualdade para o Ceará no primeiro tempo.
Precisando apenas de um gol para levar a disputa para os pênaltis, o Bahia voltou para a etapa complementar disposto a balançar as redes.

Aos 11, após cobrança de escanteio, a bola pega na mão de Luiz Otávio. O lance seguiu e, somente aos 14, o árbitro Denis da Silva Ribeiro foi chamado pelo VAR para analisar o lance. Após consultar a imagem, o juiz marcou pênalti. Na cobrança, aos 18, Rodriguinho desloca Richard e abre o placar: 0x1.

Avassalador, os baianos queriam aproveitar o bom momento na partida para ampliar o marcador. E conseguiu. Aos 25, Rodriguinho puxou contra-ataque pela esquerda e abriu com qualidade para Gilberto na direita. O camisa 9 foi pra cima de Bruno Pacheco, driblou o lateral do Ceará e finalizou forte com a perna esquerda, no canto de Richard: 0x2. 

Desesperado e correndo atrás de um gol salvador para levar a decisão para as penalidades, o Ceará encontrou. Aos 38, Marlon levou a bola pra linha de fundo e, no limite, cruzou na medida para o centroavante Jael cabecear livre de marcação e só ter o trabalho de colocar a bola para o fundo das redes: 1x2.

Já nos acréscimos, aos 48, escanteio cobrado pelo Ceará e o grandalhão Cléber subiu sozinho e cabeceou com perigo e quase empatou a partida. Em seguida, o árbitro apitou o fim do jogo e o título da Copa do Nordeste foi decidido nos pênaltis.

Nos pênaltis, Rodriguinho, Matheus Galdezani, Lucas Araújo e Conti (Thonny Anderson foi o único que desperdiçou) para os baianos; Lima e Fernando Sobral marcaram, mas Jorginho e Marlon perderam suas cobranças. 

Ficha do jogo

CEARÁ

Richard; Gabriel Dias (Cléber), Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Pedro Naressi (Fernando Sobral), Oliveira (Marlon) e Vina (Jorginho); Lima, Mendoza e Felipe Vizeu (Jael). Técnico: Guto Ferreira.

BAHIA

Matheus Texeira; Renan Guedes, Conti, Juninho e Matheus Bahia; Jonas (Matheus Galdezani), Daniel (Edson) e Thaciano (Lucas Araújo); Rodriguinho, Rossi (Óscar Ruiz) e Gilberto (Thonny Anderson). Técnico: Dado Cavalcanti.

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE).
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Brigida Cirilo Ferreira (ambos AL).
Gols: Rodriguinho, aos 18; e Gilberto, aos 25; e Jael, aos 38, do 2º tempo.
Cartões amarelos: Lima, Mendoza (CEA) e Juninho, Rossi, Matheus Galdezani, Daniel, Matheus Bahia, Lucas Araújo (BAH).

 

PÊNALTIS

Ceará - Lima (O), Jorginho (X), Marlon (X), Fernando Sobral (O)

 

Bahia - Rodriguinho (O), Matheus Galdezani (O), Thonny Anderson (X), Lucas Araújo (O), Conti (O).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.