JUSTIÇA

Náutico tem audiência de conciliação, nesta quinta (20), com Martinez, para tentar acordo em dívida de mais de R$ 3 milhões


A Justiça do Trabalho já deu ganho de causa ao ex-volante e determinou que o clube pague o montante de R$ 3.332.631,90

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 19/05/2021 às 15:23
Acervo/ JC Imagem
FOTO: Acervo/ JC Imagem
Leitura:

O departamento jurídico do Náutico tentará, mais uma vez, solucionar um dos maiores processos trabalhistas do clube. A direção alvirrubra procurou a Justiça do Trabalho solicitando uma audiência de conciliação com o ex-volante Martinez, na tentativa de chegar a um acordo para a quitação da dívida com o ex-atleta, que atualmente é de R$ 3.332.631,90. A audiência será realizada nesta quinta-feira (20).

Martinez, que hoje está com 41 anos, atuou pelo Timbu nas temporadas de 2012 e 2013, e ingressou na Justiça do Trabalho em 2014 cobrando valores referentes a salários atrasados, FGTS, férias, 13º salário, entre outros valores. No ano passado, o Juiz Hélio Luiz Fernandes Galvão, da 5ª Vara do Trabalho do Recife, assinou despacho autorizando a publicação do edital de leilão do imóvel da garagem do Remo do Náutico, localizada na Rua da Aurora, no bairro de Santo Amaro, para pagamento da ação movida pelo ex-volante.

No final do ano passado, o departamento jurídico conseguiu suspender o leilão. Entretanto, a dívida ainda existe e, como não cabe mais recurso (já transitou em julgado), só resta ao Náutico pagar o que deve a Martinez. Por isso, o clube solicitou a audiência de conciliação, pois não gostaria de pagar os mais de R$ 3 milhões determinados pela Justiça e, sim, um valor bem inferior e de forma parcelada. Pois, em meio à pandemia, e com o faturamento reduzido, o Náutico julga não ter recursos para saldar a dívida milionária.

"Esse processo de Martinez já está na fase de execução... Teve a penhora de bens, a tentativa de leilão da garagem do remo e da sede, mas conseguimos sustar os leilões. Então, achamos por bem marcar essa audiência pra ver se conseguimos equacionar isso através de um acordo", explicou Bruno Becker, vice-presidente jurídico do Náutico. "O clube está preparando uma proposta e vai apresentar amanhã. Certamente, o jogador vai fazer a proposta dele e a gente vai tentar evitar os esforços para chegar num acordo. Não é fácil, por conta do valor do processo, mais de R$ 3 milhões, mas que temos de tentar fazer esse acordo que é a melhor saída", complementou.

AUDIÊNCIA

A audiência de conciliação será realizada nesta quinta-feira (20), às 10h30, de forma remota, e será conduzida por um mediador da justiça, do CEJUSC Recife (Centro Judiciário de Solução de Conflitos). Caso não se chegue a um acordo, o processo retorna para a 5ª Vara do Trabalho do Recife para que o Juiz responsável despache nova decisão.


Mais Lidas