FUTEBOL

Entenda como o SBT se tornou o canal do futebol do torcedor brasileiro


Emissora tem no portfólio cinco competições: Libertadores, Champions League, Europa League, Copa América e Copa do Nordeste

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 20/05/2021 às 20:00
divulgação/ SBT
FOTO: divulgação/ SBT
Leitura:

O SBT se transformou, definitivamente, no canal do futebol do torcedor brasileiro. Nos últimos anos, a emissora de televisão se tornou a principal referência do País, adquirindo as principais competições do continente e do mundo; de clubes e também de seleções. Além da Copa do Nordeste e da Taça Libertadores da América - torneios que já estavam na grade e que lideram os índices de audiência -, o SBT incrementou o seu cardápio da maior paixão do brasileiro e também vai televisionar a partir desse ano a UEFA Champions League, a Europa League, além de transmitir com exclusividade para todo o Brasil a Copa América 2021.

A competição de seleções do nosso continente será disputada em duas sedes: Argentina e Colômbia. O jogo de abertura será entre Argentina x Chile e acontecerá no dia 13 de junho. Já a seleção brasileira encara a Venezuela, no dia 14, com o SBT acompanhando todos os detalhes do selecionado do Brasil.

Com tantas competições à disposição o telespectador brasileiro, o SBT recupera o seu DNA futebolístico. "Fecharmos mais um acordo de transmissão dessa magnitude só reforça a consolidação de todo o nosso projeto esportivo, que já vem de anos e tem um papel estratégico para o SBT. A Copa América 2021 é a mais antiga competição entre seleções de futebol do mundo e o principal torneio da América do Sul, organizada pela Conmebol. Traduzindo, é mais um campeonato que movimenta milhões de pessoas e representa um amor com força nacional. Tudo isso poderá ser visto e sentido nas telas do SBT, em todo o Brasil. Estamos cada vez mais com uma visão ampla dentro do esporte, de longo prazo, focada em oferecer tanto ao mercado publicitário quanto aos espectadores, os maiores e mais relevantes Campeonatos de Futebol. Agradecemos à Conmebol pela confiança e parceria mais uma vez e estamos trabalhando para valorizar cada vez mais esse grande direito, além de, claro, convidarmos a torcida brasileira a acompanhar a Copa América 2021 conosco a partir do dia 13 de junho", declarou Fred Müller, Diretor de Negócios e Marketing do SBT.

Esse novo momento que a emissora paulista atravessa só fortalece o compromisso com a audiência e com os parceiros comerciais, que abraçam e confiam na marca SBT. "Temos como premissa valorizar o meio TV aberta e mostrar ao mercado todo o nosso potencial como player competitivo. O alto engajamento do público, aliado aos resultados expressivos de audiência na TV e no digital que o futebol gera, nos possibilita estreitar relações com os nossos parceiros comerciais, futuros anunciantes interessados e espectadores que consomem esse conteúdo. As negociações com o nosso time comercial oferecem soluções dinâmicas para marcas que queiram se associar ao tema, com diferentes tipos de formatos, inserções e patrocínios. Até o momento as marcas Kwai e Betfair estão confirmadas como patrocinadoras masters dos jogos da Copa América 2021", revelou o Fred Müller.

 

Mas essa não é a primeira vez que o SBT transmite jogos do escrete canarinho. Nos anos de 1980 e 1990, a emissora de Silvio Santos esteve lado a lado com a seleção brasileira nas Copas do Mundo de 1986, 1990, 1994 e 1998, além de acompanhar os nossos garotos nas Olimpíadas de Barcelona (1992) e Atlanta (1996).

Quem não se lembra do Amarelinho, mascote do SBT nos jogos da Seleção Brasileira a partir da Copa do Mundo de 1990
Quem não se lembra do Amarelinho, mascote do SBT nos jogos da Seleção Brasileira a partir da Copa do Mundo de 1990
Reprodução da internet

A emissora também televisionou nas décadas anteriores competições importantes de clubes, com a transmissão de torneios nacionais e continentais. Em 1987, por exemplo, com ampla cobertura da TV Jornal (afiliada do Recife), o SBT mostrou as duas partidas da final da Copa União (Brasileirão daquele ano), que foi conquistada pelo Sport Club do Recife - derrotou o Guarani na decisão.

Já nos anos de 1990, o portfólio da emissora paulista foi vasto e vários clubes tiveram seus jogos transmitidos em competições como a Copa do Brasil e também na extinta Copa Mercosul (atual Copa Sul-Americana).

Agora, a partir do mês de agosto, o SBT vai televisionar para todo o País a maior competição de clubes do mundo, a Champions League. E, para narrar um torneio tão importante, nada melhor que Téo José. "A Liga dos Campeões é uma velha conhecida. Já narrei doze edições em TV aberta, em outras emissoras, e é uma competição que tenho um carinho muito especial a cada jogo que fazemos. Independentemente de fase de grupos ou das eliminatórias, sempre encarei esses jogos como partidas de Copa do Mundo, porque você tem ali as grandes estrelas do futebol mundial. Inclusive aqui no Brasil temos muitos torcedores dos times mais populares da Europa, como: Barcelona, Real Madrid, Juventus, PSG, entre outros. É um evento muito diferenciado e há uma preparação diferenciada da minha parte com relação à produção e condução dos jogos, sem contar com o show de imagens. O que será bacana nessa edição, é que como a vacinação numa fase mais rápida na Europa, teremos público em muitos estádios, claro que não com a capacidade total, mas um número razoável de pessoas, o que já é um diferencial. Não vejo a hora do campeonato começar!", revelou o narrador.

REENCONTRO

Principal voz das transmissões de futebol do SBT, o narrador Téo José já é um velho conhecido da emissora e fala com orgulho do desafio que tem de conduzir os principais jogos transmitidos pelo canal. "Lógico que é um orgulho, é um prazer enorme, mas também é uma responsabilidade estarmos à frente de competições tão importantes como a Libertadores, agora a Copa América e a própria Liga dos Campeões. Apesar de eu ter passado por outras emissoras, sempre tive comigo que o SBT era a minha casa e sempre deixei isso claro. Então, eu estar voltando para casa com eventos tão importantes, grandes e que mexem tanto com a emoção do torcedor brasileiro, é um presente. Digo tranquilamente e com muita fé, que isso é um presente de Deus e só tenho a agradecer por esse momento profissional que estou passando, com essa casa que sou apaixonado, que é o SBT, e com eventos tão grandes como esse. A minha forma de agradecer é trabalhar cada vez mais para que possamos ter os melhores resultados possíveis em audiência e na parte comercial. E, claro, que a gente possa agradar as pessoas que estão nos vendo. Se conseguirmos tudo isso, já é uma forma de agradecimento", contou Téo José.

 

Bastante experiente e acostumado a grandes transmissões, Téo José não esconde a emoção de poder voltar a narrar uma partida da seleção brasileira. "Narrei em outra emissora a Copa do Mundo de 2014, aqui no Brasil, ou seja, o meu último contato foi o 7x1. Agora será um reencontro de uma outra perspectiva, com mais alegria, de repente com uma emoção bem diferente do público brasileiro. Estou muito otimista de que o Brasil vá muito bem nessa nova edição. E, realmente, narrar seleção brasileira é diferente, você sabe que é um país inteiro torcendo pela mesma seleção e isso é muito legal! Também há uma produção diferente da minha parte. Por fim, costumo dizer sempre o seguinte: o auge, o jogo mais importante, é o próximo. Então agora será a Copa América, depois é o próximo, porque da forma como o esporte vem sendo tratado nesse momento no SBT, a minha expectativa é muito grande de que novas conquistas venham pela frente. Vou continuar com essa expectativa e esse otimismo. O auge está mais à frente", afirmou o narrador.

Sobre a Copa América 2021, o diretor de Negócios e Marketing do SBT, Fred Müller, está otimista de que a transmissão do torneio será um grande sucesso e vai envolver o torcedor brasileiro. "O futebol ocupa um lugar central na cultura brasileira e é uma paixão capaz de unir todo o País, e acredito que seja uma oportunidade do torcedor acompanhar de perto grandes estrelas como: Neymar, Alisson, Marquinhos, entre outros jogadores. Ver o Brasil defendendo o título da Copa América vai muito além do entretenimento, é quando paixão, emoção e alegria se encontram e alcançam proporções gigantescas para os espectadores. Cabe lembrar que o SBT exibirá um pacote de jogos da Copa América, com partidas do Brasil, quartas, semifinais e a grande final, mesmo que o Brasil não decida o título. Evidente que estamos na torcida para ter a nossa seleção como Campeã desta Copa América", frisou Fred.

REAPROXIMAÇÃO DO FUTEBOL

Se nos anos de 2000 a relação do SBT com as transmissões futebolísticas esfriaram, esse namoro foi reatado em 2018, com o acerto e o sucesso nas transmissões da Copa do Nordeste. "É importante observar que o trabalho para transformar o SBT/ TV Jornal na nova casa do futebol do torcedor brasileiro começou com a Copa do Nordeste, há quatro anos, quando transmitimos o Nordestão pela primeira vez. De lá para cá, temos aprimorado cada vez mais esse produto e os ótimos números de audiência são resultado disso. O público e os nossos parceiros comerciais perceberam a dimensão do nosso envolvimento e têm correspondido à altura. Os clubes participantes também se empenham na montagem dos times, estão atentos ao tamanho da vitrine e à rentabilidade que esse campeonato proporciona", explicou Vladimir Melo, diretor da TV Jornal/ SBT.

Quem comemora o sucesso da Copa do Nordeste é Aroldo Costa, narrador da TV Jornal. "Sentimento de alegria. Competição bem avaliada, as torcidas gostam dela, os torcedores abraçaram a Copa do Nordeste, pois é uma competição com a cara da região. A cada ano ela se consolida como sendo uma das melhores do País, pela motivação, pelo nível técnico e porque os times vivem bom momento. Também temos a tradição das camisas. Então, fazer a Copa do Nordeste na TV Jornal é uma alegria, pois é ela está no coração da torcida nordestina e cada vez mais o SBT está mais forte na área esportiva", contou.

Diante da aceitação do telespectador nas transmissões do Nordestão, a busca por novos eventos era inevitável. "Trazer a Libertadores, a Champions League e a Europa League foram decisões estratégicas tomadas para fortalecer o cardápio esportivo do SBT. É um investimento que consolida cada vez mais a programação futebolística. Dentro desse cenário, a chegada da Copa América, agora trazendo o foco para a Seleção Brasileira, é mais um passo dentro desse percurso. A partir de junho, a torcida brasileira vai se encontrar no SBT/ TV Jornal”, declarou Vladimir Melo.


Mais Lidas