OPINIÃO

Pernambucano Rivaldo fala sobre a final da Champions League: 'esse jogo será 50% a 50%'


Ex-atacante não enxerga favoritismo na final entre Manchester City x Chelsea

Filipe Farias Batista
Filipe Farias Batista
Publicado em 29/05/2021 às 15:29
Foto: Fábio Mendes/TV Jornal
FOTO: Foto: Fábio Mendes/TV Jornal
Leitura:

O ex-atacante Rivaldo, de 49 anos, eleito melhor jogador do mundo pela FIFA em 1999, opinou sobre a grande final da Champions League que acontece neste sábado (29), no estádio do Dragão, em Portugal. Para o pernambucano, que defendeu por muito anos o Barcelona e foi campeão da Copa do Mundo de 2002 com a seleção brasileira, não há favoritismo entre Manchester City e Chelsea.

"Muita gente está apontando o Manchester City como favorito para erguer o troféu por tudo o que vem fazendo nas últimas temporadas com o Pep Guardiola, porém eu considero que esse jogo será de 50-50, pois são times do mesmo país que já se enfrentaram várias vezes na temporada e que por isso se conhecem muito bem”, disse o Rivaldo, em entrevista ao site Betfair.net. "O Manchester City busca sua primeira conquista na Champions, mas o Chelsea também já não vence há muito tempo, então, ninguém vai querer perder essa oportunidade e com certeza ambos os times vão se doar ao máximo para levar a melhor no final da partida", complementou

Ainda segundo o ex-jogador, a experiência do zagueiro brasileiro pode ajudar os Blues. "Thiago Silva deve comandar a defesa do Chelsea nessa final e ele sabe o que é disputar esse tipo de decisões, pois perdeu a final da temporada anterior quando atuava no PSG e enfrentou o Bayern de Munique. Quando você está mais familiarizado com o tipo de jogo e a sua importância, as coisas se tornam um pouco mais fáceis e você até pode passar muitas dicas úteis para seus companheiros, então, a experiência do Thiago Silva nesse tipo de decisões pode ter um papel relevante nessa final”, afirmou Rivaldo.

O melhor jogador do mundo de 1999 fez questão de enaltecer a presença brasileira nessa grande final. "Vamos ter cinco brasileiros nessa final com o Ederson, Fernandinho e Gabriel Jesus pelo Manchester City e o Thiago Silva e o Jorginho pelo Chelsea, mas olhando a importância de todos eles na temporada de seus clubes, eu acredito que o Ederson pode assumir um papel determinante”, opinou o craque. “Em primeiro lugar porque é goleiro, e se defender todas as investidas do Chelsea irá colocar seu time mais próximo do sucesso, e em segundo lugar porque é um titular indiscutível nos Citizens que vem tendo atuações muito boas nas últimas temporadas", concluiu.

GUARDIOLA

Já sobre a obsessão de Pep Guardiola de voltar a vencer uma Champions League, Rivaldo opinou. "Como todos sabemos, o Guardiola não voltou a conquistar a Champions desde que deixou o Barcelona, fracassando num grande clube como o Bayern e sentindo dificuldades também no Manchester City. Agora, finalmente terá essa chance de vencer a Champions pela terceira vez em sua carreira 10 anos após sua última conquista. No entanto, eu não considero que seja um momento assim tão decisivo para ele pois continuando em clubes de topo com certeza terá mais oportunidades de vencer a competição no futuro mesmo que as coisas não saiam bem dessa vez", comentou.

“Claro, conquistar com o Manchester City teria o gostinho especial de ser o primeiro a conseguir colocar o clube inglês no topo do futebol europeu com sua primeira conquista de Champions, então, vamos esperar para ver como tudo irá correr, mas acredito que o Chelsea não vai vender sua derrota barato”, disse Rivaldo.


Mais Lidas