SÉRIE B

Náutico bate o Vitória e assume vice-liderança da Série B


Timbu venceu o rubro-negro baiano por 1x0, gol marcado pelo meia Jean Carlos

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 07/06/2021 às 21:54
Foto: Pietro Carpi / Vitória
FOTO: Foto: Pietro Carpi / Vitória
Leitura:

O Náutico segue imprimindo uma boa arrancada no início da Série B. Desta vez, os alvirrubros bateram o Vitória por 1x0, nesta segunda-feira (7), no estádio Barradão, em Salvador, no complemento da segunda rodada da competição. O gol que manteve os 100% do Timbu foi marcado pelo meia Jean Carlos, no primeiro minuto da etapa complementar.

Com os três pontos, o Náutico saltou para a vice-liderança da Segundona, com a mesma pontuação do Brusque, mas perdendo nos critérios de desempate. O Timbu volta a campo na sexta-feira (11), quando encara o Guarani, às 21h30, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, pela terceira rodada da competição.

O JOGO

No confronto entre nordestinos, Vitória e Náutico começaram a partida impondo um ritmo de muita velocidade. E na base dessa intensidade, os donos da casa chegaram com perigo logo aos quatro minutos, após rápido contra-ataque, David rola a bola para o lateral-esquerdo Roberto chegar chutando cruzado, levando muito perigo à meta alvirrubra.

Não demoraria para a equipe baiana voltar a incomodar o goleiro Alex Alves. Aos dez, o próprio Roberto cobrou falta na entrada da área, a bola saiu quicando na grama e obrigou o arqueiro timbu a defender em dois lances.

O Náutico até conseguia trocar passes, mas encontrava dificuldade para penetrar na defesa do Vitória. A primeira boa oportunidade só saiu aos 24 minutos, quando Rhaldney achou Hereda subindo livre pela direita, o lateral dominou e cruzou na cabeça de Kieza, que cabeceou para o chão buscando o canto, mas a bola saiu pela linha de fundo.

A equipe do Vitória resolveu apertar o Timbu e, por duas oportunidades consecutivas, não abriu o placar. Aos 33, o volante Gabriel Bispo arriscou um chute de fora da área, a bola saiu cheio de curva e por pouco não engana o goleiro Alex Alves, que conseguiu colocar para escanteio. Na cobrança de Soares, aos 34, o zagueiro Marcelo subiu soberano para testar e mandar a bola no travessão, na sobra, David recebeu sozinho, de frente pra meta, e mandou a bola pra fora, desperdiçando chance incrível.

A resposta alvirrubra foi na mesma altura. Aos 40, Rhaldney saiu conduzindo a bola pelo meio e tocou para Erick na meia lua da grande área... O atacante fingiu que ia tabelar com Rhaldney que passou em disparada, mas acabou driblando o zagueiro Wallace, entrou na área e finalizou de perna direita... E, por cabricho, a bola passou rente a trave direita do goleiro Lucas Arcanjo.

Na volta para a etapa complementar, o Timbu não demorou muito para conseguir abrir o placar. Logo no primeiro minutos, Jean Carlos desceu pela direita, cortou para a perna esquerda e cruzou... A bola passou por todo mundo, não desviou em ninguém e acabou surpreendendo o goleiro Lucas Arcanjo, que não conseguiu evitar o gol: 1x0.

Com o placar em desvantagem, o Vitória buscava construir jogadas para chegar ao empate, mas o Náutico se defendia bem e evitava que os baianos gostassem da partida, suportando bem as investidas adversárias.

Porém, aos 31, Dinei recebeu bola na área, tocou para Ronan que mostrou visão de jogo e abriu para Soares finalizar firme e a bola explodir no travessão de Alex Alves, por pouco o Vitória empatou a partida.

Mesmo com o susto tomado, o Náutico manteve a dianteira no placar e conseguiu mais um triunfo na Série B.

Ficha do jogo

VITÓRIA

Lucas Arcanjo; Raul Prata; Marcelo, Wallace e Roberto; Gabriel Bispo (Bruno Oliveira), Fernando Neto (Dinei) e Soares (Eduardo); David (Pablo), Guilherme (Ronan) e Samuel. Técnico: Rodrigo Chagas.

NÁUTICO

Alex Alves; Hereda, Camutanga, Wagner Leonardo e Bryan; Djavan (Matheus Trindade), Rhaldney (Marciel) e Jean Carlos (Luiz Henrique); Vinícius (Vinícius Vargas), Erick e Kieza (Paiva). Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: estádio Barradão, em Salvador (BA).
Árbitro: Leonardo Sígari Zanon (PR)
Assistentes: Rafael Trombeta e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR).
Gols: Jean Carlos, 1 minuto do 2º tempo.
Cartões amarelos: Marcelo, Pablo (VIT) e Rhaldney, Wagner Leonardo, Kieza (NÁU).


Mais Lidas