SÉRIE C

Santa Cruz fica no empate com o Volta Redonda e segue na lanterna da Série C

Tricolor do Arruda ficou no 0x0 com o time carioca e ainda não venceu na competição

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 26/06/2021 às 20:59
Caique Coufal/ Volta Redonda
FOTO: Caique Coufal/ Volta Redonda
Leitura:

O Santa Cruz segue sem vencer na Série C. Neste sábado (26), o Tricolor ficou no 0x0 com o Volta Redonda, no estádio Raulino de Oliveira, no Rio de Janeiro, pela quinta rodada da Terceira Divisão. Com o resultado, o Santa chegou aos três pontos e segue na lanterna do Grupo A da competição.

O próximo compromisso da Cobra Coral será contra o Paysandu, no sábado (3), às 19h (de Brasília), no estádio do Arruda, pela sexta rodada da Terceira Divisão.

O JOGO

Mesmo em situações distintas na Série C, Volta Redonda e Santa Cruz entraram em campo com um só objetivo: a vitória. Os cariocas para assumirem a liderança do Grupo A da Terceira Divisão, já os pernambucanos para deixarem a lanterna da chave. Diante desse cenário, o confronto começou bastante animado.

Com menos de cinco minutos, as duas equipes já tinham chegado as metas adversárias. Aos dois, Luciano Naninho encontrou liberdade pelo meio e finalizou com perigo, com a bola passando rente a trave direita de Geaze. No minuto seguinte, foi a vez de Chiquinho arriscar a média distância e obrigar o goleiro Vinícius Dias encaixar.

Como o Santa Cruz entrou em campo com o seu terceiro goleiro (Jordan e Marcão estão com covid), os jogadores do Voltaço resolveram testar Geaze. Aos 16, Luiz Paulo cobrou falta lateral; mas, ao invés de cruzar, bateu direto e obrigou o arqueiro coral a espalmar para escanteio.
E, nesse embate, o goleiro tricolor ia levando a melhor e já se credenciava como um dos principais nomes do jogo. Aos 30, Luciano Naninho foi lançado na esquerda e cruzou rasteiro para Emerson Júnior chegar finalizando forte, mas Geaze conseguiu fazer a defesa em dois tempos, salvando o Santa de sofrer o primeiro gol.

Na reta final do primeiro tempo, o Tricolor até esboçou uma iniciativa ofensiva. Aos 34, Weriton recebeu bola na entrada da área, se livrou da marcação e arriscou um chute, mas pegou embaixo e a bola subiu demais.

Já aos 37, o lateral-esquerdo Eduardo lançou bola buscando Wallace Pernambucano que, ao tentar dominar a bola dentro da área, foi agarrado pelo zagueiro Grasson... O árbitro Maguielson Lima chegou a apontar para a marca do pênalti, mas depois levantou a mão e seguiu a indicação do bandeira e assinalou impedimento.

O Santa Cruz retornou para a etapa complementar já tentando surpreender o Volta Redonda. Logo no primeiro minuto, o garoto Eduardo cruzou para Wallace Pernambucano dominar, fazer o pivô e rolar para Chiquinho finalizar na meia lua da grande área, mas mandar por cima da meta de Vinícius Dias.

Sem querer permitir que os visitantes gostassem do jogo, o time carioca imediatamente conseguiu imprimir uma blitz. Aos sete, Luiz Paulo cruzou da esquerda alçando bola na segunda trave, onde Júlio Amorim apareceu livre para cabecear e Geaze fazer excelente defesa. No minuto seguinte, o próprio Júlio Amorim chutou de média distância, a bola desviou em Derley e ia no cantinho, porém, mais uma vez, o goleiro coral surgiu para salvar o time.

Momento de tensão no Santa Cruz. Aos 16, Hiroshi disparou um chute rasteiro, no canto esquerdo, e Geaze faz defesa estranha, dando rebote... Mas antes de Rômulo Cabral chegar na bola, o goleiro coral consegue colocar pra escanteio.

Por mais que o técnico Roberto Fernandes deixando o time mais ofensivo com as substituições (trocou os atacantes e chegou a tirar o lateral Eduardo para acionar Bustamante - Chiquinho foi jogar na lateral esquerda), o gol não saía. Aos 36, Chiquinho desceu com ímpeto pela esquerda e cruzou a meia altura, mas ninguém chegou para finalizar e Luiz Paulo colocou para escanteio.

Já nos acréscimos, o Volta Redonda até que pressionou o Santa Cruz, mas os pernambucanos conseguiram se segurar e manteve o 0x0 no placar.

Ficha do jogo

VOLTA REDONDA

Vinícius Dias; Júlio Amorim (Oliveira), Grasson, Heitor e Luiz Paulo; Hiroshi (Gabriel Pereira), Emerson Júnior (Wallisson) e Luciano Naninho; MV (Michael Paulista), Natan (Caio Vitor) e Rômulo Cabral. Técnico: Neto Colucci.

SANTA CRUZ

Geaze; Weriton; Breno Calixto, Júnior Sergipano e Eduardo (Bustamante); Derley (Karl), Vitinho e Chiquinho; Lucas Batatinha (Frank), França (Madson) e Wallace Pernambucano (Léo Gaúcho). Técnico: Roberto Fernandes.

Local: estádio Raulinho de Oliveira, no Rio de Janeiro (RJ).
Árbitro: Maguielson Lima Barbosa (DF).
Assistentes: Renato Gomes Tolentino e Milton Jeronimo Souza Alves (ambos do DF).
Cartões amarelos: Júlio Amorim, Gabriel Pereira (VRE) e Vitinho, Geaze, Frank, Weriton (STA).

Mais Lidas