SÉRIE A

Estratégico, Sport segura o empate com o Santos na Vila Belmiro

Apesar de ter sido pressionado, time rubro-negro segurou o 0x0 com os santistas e garantiu mais um ponto na Série A

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 30/06/2021 às 22:27
 Ivan Storti/ Santos FC
FOTO: Ivan Storti/ Santos FC
Leitura:

Diante de um adversário superior tecnicamente, o Sport adotou uma postura estratégica para tentar surpreender o Santos e conseguiu, ao menos, assegurar um ponto. Os rubro-negros ficaram no 0x0 com a equipe santista, nesta quarta-feira (30), no estádio da Vila Belmiro, pela oitava rodada da Série A.

Com o ponto conquistado, o time leonino agora soma seis e permanece na 15ª colocação. O Sport volta a campo no próximo domingo (04/07), quando encara o Palmeiras, às 16h, no estádio da Ilha do Retiro, pela nona rodada do Brasileirão.

O JOGO

Ao melhor estilo dos times de Fernando Diniz, o Santos começou a partida com a marcação altíssima, pressionando o Sport praticamente em cima da área rubro-negra. Com isso, a equipe pernambucana quando tinha a bola não conseguia sair jogando e, sem a posse, era completamente encurralado. Com isso, nos primeiros minutos, coube ao goleiro Maílson ir afastando os perigos que rondavam a grande área leonina.

Com dificuldade para trabalhar ofensivamente, o Sport teve a sua primeira chance de gol através da bola parada. Aos 20, em jogada ensaiada, Neilton cobrou falta curta para Júnior Tavares, que conduziu a bola e alçou bola na área... O zagueiro Sabino se jogou na bola, acertando com o pé, e quase surpreende o goleiro João Paulo, que saiu estabanado da barra.

Aproveitando que o Santos diminuiu o ritmo devido a imposição defensiva do Sport, aos poucos, os comandados de Umberto Louzer ia se soltando em campo. Mas, claro, mantendo uma postura precavida e explorando os contra-ataques. Aos 41, Neilton lançou André ainda do campo defensivo... O centroavante dominou, segurou a marcação, esperou Hayner fazer a ultrapassagem e o acionou. O lateral-direito recebeu passe dentro da área e finalizou a meia altura para a defesa de João Paulo. Boa investida leonina.

No reinício da partida, o cenário foi o mesmo do início do confronto, com o Santos tomando a iniciativa e o Sport se fechando na tentativa de dar o bote na área certa. O que aconteceu já aos 11 minutos, quando após cortar uma cobrança de escanteio, o lateral Pará se atrapalhou com a bola no meio de campo e proporcionou contra-ataque puxado por Everaldo que, ao ser cercado pela marcação, virou o jogo para Neilton na direita. Ele dominou e rolou para Hayner entrar na área em disparada e finalizar rasteiro... Mas a bola acabou batendo em Thiago Neves, que tirou o gol leonino.

Em cima, a equipe santista se aproximou do gol em uma grande chance do pernambucano Kaio Jorge. Aos 29, após cruzamento da direita, Rafael Thyere afastou parcialmente e, no rebote, o centroavante do Peixe dominou e soltou uma bomba... A bola explodiu no travessão e, na volta, pegou no braço de Maílson e ia entrando, mas o goleiro leonino teve rápida reação e conseguiu segurar antes que a bola entrasse.

Quando parecia que o jogo estava controlado, Júnior Tavares quase entrega o jogo. Aos 36, o lateral-esquerdo foi sair jogando pelo meio, perdeu a bola para Lucas Venuto, para Marcos Guilherme entrar na área e cruzar rasteiro... Pra sorte leonina, Marcão apareceu e colocou para escanteio evitando o que seria o gol do Santos.

Mesmo com as investidas das duas equipes, a partida terminou empatada: 0x0.

Ficha do jogo

SANTOS

João Paulo; Pará (Vinícius Zanocelo), Luiz Felipe (Lucas Venuto), Luan Peres e Felipe Jonatan (Madson); Camacho, Jean Mota e Gabriel Pirani (Carlos Sánchez); Lucas Braga (Marcos Leonardo), Marcos Guilherme e Kaio Jorge. Técnico: Fernando Diniz.

SPORT

Maílson; Hayner, Rafael Thyere, Sabino e Júnior Tavares; Marcão, Zé Welison e Thiago Neves (Gustavo); Neilton (Tréllez), Everaldo (Paulinho Moccelin) e André (Mikael). Técnico: Umberto Louzer.

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).
Árbitro: Douglas Schwengber da Silva (RS).
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau (ambos do RS).
Cartões amarelos: Luiz Felipe (SAN) e André, Neilton, Sabino, Tréllez (SPO).

Mais Lidas