SÉRIE C

Santa Cruz perde para o Paysandu e segue o seu calvário na Série C


Tricolor perdeu por 2x1 para o Papão e está estacionado na lanterna do Grupo A da Terceira Divisão

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 03/07/2021 às 20:56
Bobby Fabisak/ JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Leitura:

O Santa Cruz segue o seu calvário na Série C. Ainda sem vencer na competição, desta vez, o Tricolor perdeu para o Paysandu por 2x1, neste sábado (3), no estádio do Arruda, pela sexta rodada da Terceira Divisão. Nicolas, no primeiro tempo, e Ratinho, no segundo tempo, marcaram para o Papão; com Pipico descontando nos acréscimos para os pernambucanos.

Com a derrota, a Cobra Coral segue na lanterna do Grupo A, com três pontos, e volta a campo no próximo sábado (10), quando encara o Altos, às 17h, no estádio Albertão, no Piauí, pela sétima rodada do Grupo A da Terceira Divisão.

O JOGO

Pressionado para conseguir a primeira vitória na Série C, o Santa Cruz começou a partida buscando tomar a iniciativa e procurava ficar com a posse de bola. Por sua vez, o Paysandu, vivendo boa fase na competição (chegou para o confronto vindo de duas vitórias e um empate), entrou em campo tranquilo e esperando a oportunidade ideal para impor o seu ritmo. E foi o que aconteceu.

Mesmo tendo menos posse de bola, foi a equipe paraense que criou as primeiras chances de gol. Logo aos oito, Bruno Paulista cobrou uma falta da intermediária disparando uma pancada... A bola saiu fortíssima e triscou no travessão de Jordan. Que perigo.

Pouco tempo depois, aos 11, o centroavante Nicolas recebeu passe na esquerda, partiu pra cima de Júnior Sergipano, entrou na área e finalizou cruzado... A bola passou raspando a trave de Jordan e saiu pela linha de fundo.

Por mais que o Papão estivesse levando perigo por conta própria, acabou recebendo uma ajudinha tricolor. Aos 20, Júnior Sergipano fez basteira ao sair jogando, cruzando a bola na frente da área e entregou de graça no peito de Nicolas, que dominou sozinho e soltou uma bomba para abrir o placar: 0x1.

Apesar do golpe, o Santa Cruz prontamente já procurou levantar a cabeça e chegou até a empatar, mas teve o gol invalidado. Aos 28, Weriton recebeu na direita e cruzou na área para Wallace Pernambucano ajeitar de cabeça para Madson, que finalizou para a rede. O lance foi impugnado pela assistente, que marcou impedimento de Madson.

Antes de ir para o intervalo, a Cobra Coral levou mais um perigo a meta do goleiro Victor Souza. Aos 41, após cobrança de escanteio, a zaga do Paysandu afastou parcialmente... Gilmar ficou com o rebote na entrada da área e chutou colocado, mas a bola bateu no travessão e saiu.

Segundo Tempo

Na volta para a etapa complementar, o técnico Roberto Fernandes promoveu três mudanças no time, acionando Levi, Rondinelly e França, e sacando Karl, Bustamante e Lucas Batatinha. O time ficou mais ofensivo, atuando mais no campo defensivo do Paysandu; porém, por outro lado, o Santa mostrava desorganização defensiva e dava muitos espaços para o Papão e gostava do cenário.

Aos 18, contra-ataque puxado por Ratinho, que ao se ver cercado para a jogada e volta com Paulinho, que domina e chuta forte, com a bola raspando o travessão de Jordan. Arremate perigosíssimo.

A impressão que se tinha era que o Santa Cruz tinha entrado na fase do desespero muito cedo. Se lançando de qualquer maneira e sem organização ao ataque. Isso se tornava perigoso, pois o Paysandu tinha jogadores de qualidade para contra-atacar. Aos 22, em saída rápida, Nicolas se desloca para a direita, recebe o passe e já passa pra Marlon, que conduz a bola e prontamente toca para a entrada da área, onde Marlon entrava sozinho, cara-cara com Jordan, mas finaliza em cima do goleiro coral. No rebote, Luan Santos tenta o arremate e parando mais uma vez no camisa 1 tricolor.

Mostrando toda a sua fragilidade defensiva, o Santa Cruz não aguentaria tantas investidas do Paysandu. Aos 33, Laércio desceu pela direita, foi à linha de fundo e cruzou... A bola passou por toda área, Weriton se atrapalhou, a bola subiu se oferecendo para Ratinho, que cabeceou para a rede: 0x2.

A Cobra Coral ainda conseguiu descontar o marcador. Aos 45, Levi cobrou escanteio, a zaga do Paysandu se atrapalhou e a bola ficou limpa para Pipico finalizar para o fundo do gol: 1x2.

 

Porém, o Santa não teve forças para empatar e perdeu mais uma na competição.

Ficha do jogo

SANTA CRUZ

Jordan; Weriton, Júnior Sergipano, Rafael Castro e Gilmar; Maycon Lucas, Karl (Levi) e Bustamante (França); Lucas Batatinha (Rondinelly), Madson (Pipico) e Wallace Pernambucano (Léo Gaúcho). Técnico: Roberto Fernandes.

PAYSANDU

Victor Souza; Irael, Perema, Denilson e Diego Matos; Bruno Paulista (Paulinho), Jhonnatan (Paulo Roberto) e Marlon (Laércio); Ratinho (João Paulo), Robinho (Luan Santos) e Nicolas. Técnico: Vinícius Eutrópio.

Local: estádio do Arruda, no Recife (PE).

Árbitro: Ilbert Estevam da Silva (SP).

Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Amanda Pinto Matias (ambos de SP).

Gols: Nicolas, aos 20 do 1º Tempo. Ratinho, aos 33; Pipico, aos 45 do 2º Tempo.

Cartões amarelos: Karl, Lucas Batatinha, Madson (STA) e Jhonnatan (PAY).


Mais Lidas