PROTESTO

Torcedores do Sport protestam na Ilha do Retiro e Nelo Campos pode voltar a ser elegível; veja os detalhes


Comissão eleitoral rubro-negra deve acatar o recurso da chapa 'Sport na Raça' e aceitar a candidatura de Nelo

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 10/07/2021 às 18:09
Bobby Fabisak/ JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Leitura:

A situação do Sport está longe de ser tranquila. Dentro e fora de campo. Nas quatro linhas, o time leonino está na zona do rebaixamento do Brasileirão e, nos bastidores, a guerra política tem gerado bastante indefinição e desmandos quanto à eleição para escolher o próximo presidente do clube, após as renúncias de Milton Bivar (presidente) e Carlos Frederico (vice).

Com o candidato Nelo Campos, que encabeça a chapa 'Sport na Raça', tendo sua candidatura impugnada pela comissão eleitoral do clube (mesmo ele tendo preenchido todos os requisitos e concorrido na última eleição, há três meses), os torcedores rubro-negros organizaram um protesto na frente do estádio da Ilha do Retiro contra a decisão da comissão eleitoral que, de forma arbitraria e foge do que diz o Estatuto do clube, passou a exigir nessa nova eleição certidões negativas da Secretaria da Fazenda de Pernambuco e do CADIN.

Entoando cânticos de "não vai ter golpe" e os tradicionais hinos do Sport, os torcedores leoninos não só protestaram, como também aproveitaram o momento para incentivar o elenco antes da partida contra o Fluminense, às 19h, pela 11ª rodada da Série A.

 

VOLTAR ATRÁS

De acordo com apuração da reportagem da Rádio Jornal, diante da impugnação da candidatura de Nelo Campos, que repercutiu negativamente junto à torcida e imprensa, por ter transparecido que a impugnação foi uma decisão política e não legalista - extrapolando o que determina o Estatuto do clube -, a comissão eleitoral deve acatar o recurso da chapa ‘Sport na Raça’ e tornar Nelo elegível. Algo que ainda não foi oficializado.

A nova eleição do clube acontecerá no próximo dia 15 de julho, no formato drive-thru. Apesar de os cabeças da chapa da última eleição terem renunciado aos seus cargos, o Conselho Deliberativo, que foi eleito junto com Milton Bivar e Carlos Frederico, não será destituído e seguiram independente de quem vença a nova eleição.


Mais Lidas