RACISMO

Lewis Hamilton é vítima de ofensas racistas nas redes sociais após GP da Inglaterra

Os ataques começaram horas após a vitória do heptacampeão da Fórmula 1

Da redação, com agência
Da redação, com agência
Publicado em 19/07/2021 às 16:39
divulgação/ Mercedes
FOTO: divulgação/ Mercedes
Leitura:

O heptacampeão mundial da Fórmula 1, Lewis Hamilton, comemorou sua oitava vitória em casa neste domingo (18), após superar uma punição de 10 segundos por uma colisão na primeira volta que terminou com o rival Max Verstappen no hospital. Porém, um fato lamentável voltou a acontecer no mundo dos esportes. O piloto britânico foi vítima de ofensas racistas na internet após vencer o Grande Prêmio da Inglaterra, em Silverstone.

O piloto de 36 anos da Mercedes foi vítima de ofensas online horas depois da vitória, com mensagens racistas, incluindo emojis de macacos, sendo enviadas a uma publicação da sua equipe Mercedes no Instagram.

“As ofensas racistas direcionadas a Hamilton durante e depois do Grande Prêmio da Inglaterra são inaceitáveis e nós removemos vários comentários do Instagram”, afirmou um porta-voz do Facebook, proprietário do Instagram, em um comunicado.

COMUNICADO

Em um comunicado conjunto, Mercedes, a Fórmula 1 e a entidade administrativa dos esportes a motor, a FIA, condenaram as ofensas contra Hamilton e pediram punição aos culpados. “Essas pessoas não têm lugar no nosso esporte e pedimos que os autores sejam responsabilizados pelas suas ações”, disse o comunicado.

A Red Bull, equipe de Verstappen, que havia criticado enfaticamente a pilotagem de Hamilton no domingo (18), se juntou à condenação. “Embora sejamos ferozes rivais na pista, estamos todos unidos contra o racismo”, afirmou a equipe, em um comunicado. “Nós condenamos as ofensas racistas de qualquer tipo direcionadas ao nosso time, aos nossos concorrentes e aos nossos torcedores.”

Hamilton tem sido um ativista por justiça social e apoiador do movimento “Black Lives Matter” (Vidas Negras Importam).

Mais Lidas